Por uma metodologia de ensino jurídico que valorize a diversidade racial, dentro e fora da sala de aula

Revista Docência do Ensino Superior

Endereço:
Avenida Presidente Antônio Carlos, 6627, Prédio da Biblioteca Central, 1º Andar (entrada lateral) - Campus Pampulha
Belo Horizonte / MG
31270901
Site: https://periodicos.ufmg.br/index.php/rdes/index
Telefone: (31) 3409-6451
ISSN: 22375864
Editor Chefe: Zulmira Medeiros
Início Publicação: 30/09/2011
Periodicidade: Anual
Área de Estudo: Multidisciplinar

Por uma metodologia de ensino jurídico que valorize a diversidade racial, dentro e fora da sala de aula

Ano: 2018 | Volume: 8 | Número: 2
Autores: Poliana da Silva Ferreira
Autor Correspondente: Poliana da Silva Ferreira | [email protected]

Palavras-chave: Metodologia de ensino, Ensino jurídico, Diversidade racial, Ações afirmativas

Resumos Cadastrados

Resumo Português:

Este texto tem por objetivo apresentar uma reflexão acerca da metodologia de ensino jurídico implementada no Brasil. Parte-se da necessidade de repensar a forma segundo a qual o Direito é ensinado nas instituições de ensino superior, as quais têm priorizado uma relação professor-aluno verticalizada, construída de maneira unilateral e descontextualizada. Soma-se a esses elementos o fato dessa metodologia ignorar os novos sujeitos de direito – negros e negras, pessoas oriundas de classes populares e aqueles e aquelas pertencentes a comunidades indígenas – que reivindicam o acesso e a permanência no ensino superior, o que inclui os cursos de Direito. A estratégia metodológica adotada privilegia a revisão de literatura. Ao fim, argumenta-se pela indispensabilidade de uma metodologia de ensino jurídico que valorize a diversidade racial do país e que, para isso, congregue uma abordagem antirracista, o que engloba um completo deslocamento epistemológico e cognitivo em algumas áreas.



Resumo Inglês:

This text aims to present a reflection about the methodology of Legal Education implemented in Brazil. It starts from the necessity to rethink the way in which Law is taught in higher education institutions, which have prioritized a vertical teacher-student relationship, built unilaterally and decontextualized. In addition to these elements, this methodology ignores the new subjects of law – black men and women, people from the popular classes and those who belong to indigenous communities – who claim access to and stay in higher education, which includes the Law courses. The methodological strategy adopted favors the literature review. In the end, one argues for the indispensability of a legal teaching methodology that values the racial diversity of the country and, for that, needs to congregate an anti-racist approach, which encompasses a complete epistemological and cognitive shift in some areas.