O ensino de Libras no curso de Pedagogia: desafios, avanços e o papel do intérprete educacional

Revista Docência do Ensino Superior

Endereço:
Avenida Presidente Antônio Carlos, 6627, Prédio da Biblioteca Central, 1º Andar (entrada lateral) - Campus Pampulha
Belo Horizonte / MG
31270901
Site: https://periodicos.ufmg.br/index.php/rdes/index
Telefone: (31) 3409-6451
ISSN: 22375864
Editor Chefe: Zulmira Medeiros
Início Publicação: 30/09/2011
Periodicidade: Anual
Área de Estudo: Multidisciplinar

O ensino de Libras no curso de Pedagogia: desafios, avanços e o papel do intérprete educacional

Ano: 2018 | Volume: 8 | Número: 1
Autores: Leandro Silva de Paula
Autor Correspondente: Leandro Silva de Paula | [email protected]

Palavras-chave: Libras, Intérprete, Professor, Desafios, Pedagogia

Resumos Cadastrados

Resumo Português:

Nas últimas décadas, observamos várias conquistas com a implantação do ensino de Libras nos cursos de licenciatura em 2005 e de uma legislação que possibilita o acesso e a permanência de professores e alunos surdos nos cursos superiores. O objetivo desta pesquisa é investigar a opinião dos alunos de uma turma de Pedagogia em relação aos principais desafios e avanços que a educação de surdos obteve com a inserção da disciplina Libras no currículo do curso de Pedagogia e compreender os obstáculos enfrentados pelo intérprete e pelo professor na consolidação dos seus papéis no processo de aprendizagem. Trata-se de uma pesquisa exploratória qualitativa que, através do olhar dos discentes, desvenda a fragilidade da legislação referente aos direitos dos surdos; o preconceito/resistência que os profissionais da educação possuem ao lidar com os alunos surdos e a falta de clareza dos futuros pedagogos em relação às funções exercidas pelos profissionais da área.



Resumo Inglês:

All over the past decades, we saw many achievements by the implementation of Libras (Brazilian Sign Language) in educational graduation courses in 2005 and a legislation that ensures the access and permanency of deaf teachers and students inside graduation courses. The aim of this paper is to look into students’ opinions of a classroom in a Pedagogy course, about the main challenges and improvements that deaf people education has gain with the implementation of the subject “Brazilian Sign Language” in the Pedagogy course curriculum, and to understand the obstacles faced by the interpreter and by the teacher in the consolidation of their roles in the learning process. It is an exploring qualitative research that unveils, by the student’s perspective, the fragility of the legislation regarding deaf people rights. It also shows the prejudice and the resistance that education professionals have while dealing with deaf students and the lack of knowledge of future pedagogues regarding the functions played by professionals of the education field.