AVALIAÇÃO FORMATIVA NA EDUCAÇÃO INCLUSIVA

Revista Ibero-America de Estudos em Educação

Endereço:
Avenida Mauá1263
Araraquara / SP
14801-190
Site: http://seer.fclar.unesp.br/iberoamericana/index
Telefone: (14) 9963-6131
ISSN: 1982-5587
Editor Chefe: José Luís Bizelli
Início Publicação: 31/12/2005
Periodicidade: Trimestral
Área de Estudo: Ciências Biológicas, Área de Estudo: Ciências da Saúde, Área de Estudo: Ciências Exatas, Área de Estudo: Ciências Humanas, Área de Estudo: Antropologia, Área de Estudo: Ciência política, Área de Estudo: Educação, Área de Estudo: Filosofia, Área de Estudo: Geografia, Área de Estudo: História, Área de Estudo: Psicologia, Área de Estudo: Sociologia, Área de Estudo: Ciências Sociais Aplicadas, Área de Estudo: Engenharias, Área de Estudo: Linguística, Letras e Artes, Área de Estudo: Multidisciplinar

AVALIAÇÃO FORMATIVA NA EDUCAÇÃO INCLUSIVA

Ano: 2016 | Volume: 11 | Número: Especial
Autores: Stephânia Cottorello VITORINO Sonia Maria Duarte GREGO
Autor Correspondente: Stephânia Cottorello VITORINO | [email protected]

Palavras-chave: Educação inclusiva. Avaliação formativa. Deficiência intelectual.

Resumos Cadastrados

Resumo Português:

Busca-se neste trabalho compreender como tem sido articulada a proposta da educação inclusiva e a avaliação no interior da escola, mais precisamente com o instrumento portfólio denominado como instrumento da avaliação formativa com os alunos com deficiência intelectual do ensino fundamental I, em uma escola da Rede Municipal do interior de São Paulo. A pesquisa da qual se origina o presente estudo está em andamento. A proposta de trabalho consistiu-se em realizar um estudo qualitativo de natureza empírica interpretativa, na linha da hermenêutica crítica. Nesta abordagem a pesquisa envolveu dois procedimentos de análise: análise documental e análise interpretativa crítica das produções dos alunos com deficiência intelectual na avaliação formativa através de portfólios no cotidiano da escola. Dentre o material já estudado sobre a avaliação pode-se verificar que se mostra relevante pela possibilidade de discutir vários aspectos e formas da avaliação formativa como um instrumento que pode facilitar e enriquecer a ação da proposta inclusiva nas escolas de Rede Pública Municipal sob a forma de parceria colaborativa, o que poderá favorecer o aprimoramento da prática docente com ação - reflexão - ação.