VIVÊNCIAS SURDAS: PRÁTICAS ARTÍSTICAS

Expressa Extensão

Endereço:
Rua Gomes Carneiro, 1 - Centro
Pelotas / RS
96010-610
Site: https://periodicos.ufpel.edu.br/ojs2/index.php/expressaextensao
Telefone: (53) 3284-3992
ISSN: 2358-8195
Editor Chefe: Paula Garcia Lima
Início Publicação: 31/05/2014
Periodicidade: Quadrimestral
Área de Estudo: Multidisciplinar

VIVÊNCIAS SURDAS: PRÁTICAS ARTÍSTICAS

Ano: 2020 | Volume: 25 | Número: 3
Autores: Karina Avila Pereira, victor Techera Silveira
Autor Correspondente: Expressa Extensão | [email protected]

Palavras-chave: Arte inclusiva. Espetáculo. Dança para surdos. Metodologias de ensino para surdos.

Resumos Cadastrados

Resumo Português:

O presente texto tem a intenção relatar uma ação do projeto de extensão “A Comunidade Surda Reinventando a Arte do Balé”, cujo objetivo é proporcionar à comunidade surda o contato com dança, em especial o balé clássico. Foi realizado no ano de 2019 o espetáculo “Vivências surdas: práticas artísticas” nas dependências da Universidade Federal de Pelotas, UFPel. Para isso, relataremos aqui a visão do espetáculo através da leitura de uma atriz e dançarina surda que integra as atividades do projeto. As questões que nortearam a entrevista tiveram como temática a experiência/vivência do sujeito surdo em participar de um espetáculo voltado para a comunidade surda de Pelotas e região, em que foram apresentadas diversas modalidades artísticas. Os resultados mostram que é possível que sujeitos surdos aprendam a dançar desde que o professor saiba a língua brasileira de sinais e, além disso, a metodologia de ensino seja focada na experiência visual trazendo assim o sujeito surdo como protagonista do espetáculo.