Tradução intersemiótica: da novela História da sua vida ao filme A chegada

Revista Multidisciplinar de Estudos Nerds/Geek

Endereço:
Av. Itália, km 8 - Carreiros
Rio Grande / RS
Site: https://revistaestudosnerd.wixsite.com/estudosnerd
Telefone: (53) 3233-6730
ISSN: 26755084
Editor Chefe: Fábio Ortiz Goulart
Início Publicação: 01/07/2019
Periodicidade: Semestral
Área de Estudo: Ciências Biológicas, Área de Estudo: Ciências Humanas, Área de Estudo: Linguística, Letras e Artes, Área de Estudo: Multidisciplinar

Tradução intersemiótica: da novela História da sua vida ao filme A chegada

Ano: 2020 | Volume: 2 | Número: 3
Autores: Gabriela Spinola Silva
Autor Correspondente: Gabriela Spinola Silva | [email protected]

Palavras-chave: tradução intersemiótica, cinema, ficção científica, A chegada, História da sua vida

Resumos Cadastrados

Resumo Português:

Roman Jakobson definiu três tipos de tradução, sendo um deles a tradução intersemiótica: uma “transposição criativa (...), de um sistema de signos para outro, por exemplo, da arte verbal para a música, a dança, o cinema ou a pintura” (JAKOBSON, 1976, p.71). Tal forma de tradução está presente no cinema desde sua gênese: o clássico Viagem à Lua (1902) é uma adaptação dos romances Da Terra à Lua, de Júlio Verne (1865), e Os primeiros homens da Lua (1901), de H.G. Wells. Esse dialógo permanece forte nos dias de hoje: quatro das dez maiores bilheterias mundiais são traduções intersemióticas. Considerando-se esta importância cultural das traduções intersemióticas, este trabalho busca traçar uma análise comparativa entre a narrativa literária da novela História da sua vida, de Ted Chiang (2016) e o filme A chegada (2016), de Denis Villeneuve, considerando os elementos apresentados dentro das duas narrativas distintas (literária e audiovisual) e fazendo um contraste entre ambos, a fim de comparar e analisar quais dos elementos presentes na obra literária estão também na cinematográfica, quais não, e quais as possíveis justificativas para a utilização (ou não) de tais elementos, além de analisar quais os efeitos destas alterações no resultado final da obra cinematográfica.