Toxicidade do extrato hidroalcoólico das folhas de Cissus sicyoides

Acta Brasiliensis

Endereço:
Universidade Federal de Campina Grande - UFCG Avenida Universitária, s/n. Bairro Jatobá Cx Postal 61
Patos / PB
58708-110
Site: http://revistas.ufcg.edu.br/ActaBra/index.php/actabra
Telefone: 8335113045
ISSN: 2526-4338
Editor Chefe: Edevaldo da Siva
Início Publicação: 31/01/2017
Periodicidade: Quadrimestral
Área de Estudo: Biologia geral

Toxicidade do extrato hidroalcoólico das folhas de Cissus sicyoides

Ano: 2017 | Volume: 1 | Número: 1
Autores: G. T. Dias, C. M. B. L. Lima, A. B. Lira, J. A. Ramalho, K. M. Oliveira, M. F. F. M. Diniz
Autor Correspondente: G. T. Dias | [email protected]

Palavras-chave: Artemia salina, ecotoxicologia, etnobotânica, plantas medicinais, fitoquímica

Resumos Cadastrados

Resumo Português:

Cissus sicyoides L. (cipó-anil, insulina vegetal), pertence à família Vitacea, é muito empregada pela população para o tratamento de diabetes. O objetivo desta pesquisa foi realizar uma triagem fitoquímica do extrato hidroalcóolico das folhas de C. sicyoides para utilizá-lo como fonte primária na realização do ensaio toxicológico com Artemia salina L. Foram realizados testes fitoquímicos do extrato hidroalcoólico das folhas de C. sicyoides para pesquisa dos metabólitos secundários e foi avaliado a atividade toxicológica utilizando cistos de A. salina para quantificar a concentração letal média (CL50). O extrato apresentou esteróides, taninos, flavonóides e saponinas, compostos que já haviam sido encontrados em outros estudos dessa espécie. Apresentou alta toxicidade frente à A. salina, reportando Concentração Letal Média (CL50) de 930,7 g mL-1, servindo de parâmetro para a realização de estudos posteriores em modelos animais com a pretensão de alcançar mais resultados para um uso seguro da planta da C. sicyoides.