Potencial energético da microalga Oedogonium sp. na produção de biocombustível sólido

Revista Verde de Agroecologia e Desenvolvimento Sustentável

Endereço:
Rua Jairo Vieira Feitosa nº 1770 Bairro Pereiros
Pombal / PB
58840-000
Site: http://www.gvaa.com.br/revista/index.php/RVADS/index
Telefone: (83) 9962-0456
ISSN: 1981-8203
Editor Chefe: Anderson Bruno Anacleto de Andrade
Início Publicação: 31/12/2005
Periodicidade: Trimestral
Área de Estudo: Agronomia, Área de Estudo: Engenharia Agrícola, Área de Estudo: Medicina Veterinária, Área de Estudo: Recursos Florestais e Engenharia Florestal, Área de Estudo: Zootecnia, Área de Estudo: Ciências Biológicas, Área de Estudo: Engenharias, Área de Estudo: Multidisciplinar

Potencial energético da microalga Oedogonium sp. na produção de biocombustível sólido

Ano: 2019 | Volume: 14 | Número: 4
Autores: Iracema Maria Cordeiro, Gustavo Schwartz, Gracialda Costa Ferreira, Osmar Alves Lameira
Autor Correspondente: Iracema Maria Cordeiro | [email protected]

Palavras-chave: Biomassa, adubo orgânico, aproveitamento de resíduos.

Resumos Cadastrados

Resumo Português:

Este estudo teve como objetivo testar o efeito da fertilização do solo com extrato vegetal de curauá (Ananas erectifolius) sobre o crescimento de indivíduos de curauá e paricá (Schizolobium parahyba var. amazonicum) plantados em consórcio. O trabalho foi conduzido no campo experimental da empresa Tramontina Belém, município de Aurora do Pará, PA, Brasil. O experimento seguiu um delineamento inteiramente casualizado, com cinco tratamentos e quatro repetições por tratamento, totalizando 20 parcelas experimentais. O espaçamento adotado foi de 4 x 3 m entre indivíduos de paricá e 0,80 m x 0,80 m entre as plantas de curauá. Os cinco tratamentos consistiram em diferentes concentrações de extrato vegetal de curauá: 100% extrato; 75% extrato e 25% água; 50% extrato e 50% água; 25% extrato e 75% água e uma testemunha com 100% água. O extrato vegetal de curauá foi aplicado mensalmente por um período de seis meses e as variáveis analisadas foram: número e comprimento de folhas de curauá e altura e diâmetro de paricá. A partir dos resultados obtidos, pode-se observar que houve efeito positivo da fertilização do solo quando utilizou o extrato vegetal de curauá na concentração de 25% em relação ao número e comprimento de folhas de curauá, assim como também pode inferir que ocorreram resultado positivo na concentração de 75% para o crescimento em altura e diâmetro de paricá. O residuo de curauá pode ser usado como adubo orgânico em plantações consorciadas, no entanto estudos em mais detalhes são necessários para permitir indicações de concentrações mais eficientes para o crescimento das plantas de curauá e paricá.



Resumo Inglês:

Renewable energies arise as a way of mitigating the environmental damages caused by traditional of energy sources, as well as offering a diversification of the energy matrix. Among the many energetic vectors possible, microalgae are a good choice for power generation due to their high conversion capacity of solar energy into chemical energy, broadening the possibilities of obtaining algal biomass in energetic applications. Through them, it's possible to produce biodiesel, bioethanol, methane gas and hydrogen gas as fuel. The present work evaluates the energy potential of the microalga Oedogonium sp. through its physical-chemical analysis and the calorific value, as well as the viability of its densification in the form of pellets, to be used as a solid combustion material. For this, calorimetric, thermogravimetric and immediate analyzes were performed, where in the latter it was possible to obtain the moisture, ash, fixed carbon and volatile contents present in the biomass. The results found in the analyzes were satisfactory, in which the higher calorific value was 16,13 MJ/kg, higher than that found for firewood, and in the standards imposed by European, Swedish and international standards for pellets.