Nota sobre as propriedades do coeficiente de variação

Brazilian Electronic Journal of Mathematics

Endereço:
Rua Vinte, 1600 - Tupã
Ituiutaba / MG
38304-402
Site: http://www.seer.ufu.br/index.php/BEJOM/issue/view/1919
Telefone: (34) 3271-5242
ISSN: 2675-1313
Editor Chefe: Prof. Dr Vlademir Marim
Início Publicação: 24/03/2020
Periodicidade: Semestral
Área de Estudo: Matemática, Área de Estudo: Educação

Nota sobre as propriedades do coeficiente de variação

Ano: 2021 | Volume: 2 | Número: 4
Autores: C. Santos, C. Dias
Autor Correspondente: C. Santos | [email protected]

Palavras-chave: Coeficiente de variação corrigido de Dodd, dispersão, limites.

Resumos Cadastrados

Resumo Português:

Para determinar o grau com que os valores de um conjunto de dados diferem uns dos outros recorre-se a medidas de variabilidade. Uma dessas medidas é o coeficiente de variação, que expressa o desvio-padrão como uma proporção da média, não dependendo da ordem de grandeza da variável. Tirando partido do seu potencial como medida de variabilidade adimensional, o coeficiente de variação tem sido usado como medida de sensibilidade ao risco, para representar a variabilidade de ensaios, e para outros fins. Nos diferentes enquadramentos, o coeficiente de variação pode ser usado quando é considerada uma única amostra, mas também para a comparação de distribuições. Em geral, os pressupostos para o uso do coeficiente de variação assentam no tipo de dados, não obstante, algumas propriedades deste coeficiente limitam a sua adequação a certas situações. Neste trabalho apresentamos uma revisão comparativa das propriedades do coeficiente de variação com as propriedades de uma das suas alternativas, o coeficiente de variação corrigido de Dodd.



Resumo Inglês:

The extent to which the values within the dataset differ from one another and from the mean value itself is revealed through measures of variability. One common measure of variability is the coefficient of variation, which expresses the standard deviation as a proportion of the mean and does not depend on the unit scales. Exploiting its potential as a unitless measure of variability, the coefficient of variation has been used as risk sensitivity measure, to represent the reliability of trials, and for other purposes. In different frameworks, the coefficient of variation can be used when a single sample is considered, but also when comparing distributions. In general, the assumptions for the use of the coefficient of variation are related to the nature of data, nevertheless, some properties of this coefficient lead to limitations on its suitability in certain situations. In this work we present a comparative review of the coefficient of variation properties and those of Dodd’s corrected coefficient of variation.