Fibras de Cocos nucifera como sorvente de petróleo em ambiente marinho

Acta Brasiliensis

Endereço:
Universidade Federal de Campina Grande - UFCG Avenida Universitária, s/n. Bairro Jatobá Cx Postal 61
Patos / PB
58708-110
Site: http://revistas.ufcg.edu.br/ActaBra/index.php/actabra
Telefone: 8335113045
ISSN: 2526-4338
Editor Chefe: Edevaldo da Siva
Início Publicação: 31/01/2017
Periodicidade: Quadrimestral
Área de Estudo: Biologia geral

Fibras de Cocos nucifera como sorvente de petróleo em ambiente marinho

Ano: 2017 | Volume: 1 | Número: 1
Autores: A. S. Caldas, Z. C. V. Viana, V. L. C. S. Santos
Autor Correspondente: A. S. Caldas | [email protected]

Palavras-chave: Derramamento de óleo, hidrocarbonetos, remediação, resíduo natural

Resumos Cadastrados

Resumo Português:

Os principais impactos ambientais causados por atividades petrolíferas são decorrentes de atividades de exploração, transporte e refino. Após o acidente do Golfo do México em 2010, aumentou a preocupação ambiental global em desenvolvimento de métodos e materiais que tenham capacidade de remover, recuperar e degradar o petróleo. O presente estudo objetivou aproveitar o resíduo de coco (Cocos nucifera L.) como sorvente em derramamento de óleo no ambiente marinho. Os resultados evidenciaram que, além da boa capacidade de sorção de óleo com grande presença de n- alcanos, o uso da fibra de coco sem tratamento térmico é melhor, enquanto a fibra de coco com tratamento térmico é mais adequada para óleo com grande presença de resinas e asfaltenos.