FATORES ASSOCIADOS AO PRECONCEITO SOBRE A REALIZAÇÃO DA PREVENÇÃO DO CÂNCER DE PRÓSTATA

Bionorte

Endereço:
Avenida Osmani Barbosa, 11.111 - Conjunto Residencial JK
Montes Claros / MG
39404-006
Site: http://revistas.funorte.edu.br/revistas/index.php/bionorte
Telefone: (38) 2101-9288
ISSN: 2175-1943
Editor Chefe: Árlen Almeida Duarte de Sousa
Início Publicação: 01/02/2014
Periodicidade: Semestral
Área de Estudo: Ciências Biológicas, Área de Estudo: Ciências da Saúde, Área de Estudo: Multidisciplinar

FATORES ASSOCIADOS AO PRECONCEITO SOBRE A REALIZAÇÃO DA PREVENÇÃO DO CÂNCER DE PRÓSTATA

Ano: 2019 | Volume: 8 | Número: 2
Autores: J. R. Silveira, L. A. Athayde
Autor Correspondente: L. A. Athayde | [email protected]

Palavras-chave: Neoplasias da Próstata. Masculinidade. Exame Retal Digital.

Resumos Cadastrados

Resumo Português:

O objetivo do estudo foi avaliar fatores associados ao preconceito sobre a realização da prevenção do câncer de próstata em assistidos em uma Estratégia de Saúde da Família de Montes Claros-MG. Trata-se de um estudo quantitativo, exploratório e descritivo. A população de estudo foi composta por homens a partir de 45 anos atendidos nas ESFs Vila Mauriceia, Vila Oliveira e Pérola. Os dados foram coletados através de um questionário com questões fechadas e de múltipla escolha no qual foram avaliados o conhecimento sobre os exames de prevenção, sobre o câncer de próstata e sentimentos que levam ao preconceito sobre a realização dos exames. Os dados foram totalizados e organizados por meio de tabelas. Quanto ao conhecimento sobre os exames de prevenção, a maioria dos participantes desta pesquisa tem o conhecimento, sabe o que é e como é realizado o exame do toque retal. Quando questionados sobre os sentimentos em relação ao exame do toque retal, a maioria não tem preconceito, medo, receio de sofrer ereção peniana e constrangimento em relação ao exame. Em relação ao conhecimento do homem sobre o câncer de próstata, a maioria dos participantes sabe o que é o câncer de próstata, mas não sabe quais os sintomas da doença e tem medo de ser diagnosticado com a doença. Apesar do pequeno número de participantes, foi possível observar que a população masculina atendida nas ESFs está compreendendo melhor a importância da prevenção do câncer de próstata, sem tanto preconceito em relação ao exame.



Resumo Inglês:

The objective of this study was to evaluate factors associated with prejudice about the implementation of the prevention of prostate cancer in assisted in a family health Strategy of Montes Claros-MG. It is a quantitative study, exploratory and descriptive. The study population was composed of men from 45 years served in the ESF Villa Mauriceia, Villa Oliveira and Pearl. The data were collected through a questionnaire with multiple choice closed questions which assessed the knowledge about prevention and tests about prostate cancer and feelings that lead to prejudice on the exams. The data were aggregated and organized through tables. As for the knowledge about the prevention exams, the majority of participants in this research have the knowledge, know what is and how the rectal examination is performed. When asked about feelings about rectal examination, most have no prejudice, fear, fear of penile erection, and embarrassment about the examination. Regarding the man's knowledge about prostate cancer, most participants know what prostate cancer is but do not know what the symptoms of the disease are, and are afraid of being diagnosed with the disease. Despite the small number of participants, it was possible to observe that the male population served in the ESFs are understanding better the importance of prevention of prostate cancer, without so much prejudice regarding the exam.