FATORES ASSOCIADOS ÀS COMPLICAÇÕES MATERNAS NAS GESTANTES COM IDADE AVANÇADA: uma revisão integrativa

Bionorte

Endereço:
Avenida Osmani Barbosa, 11.111 - Conjunto Residencial JK
Montes Claros / MG
39404-006
Site: http://revistas.funorte.edu.br/revistas/index.php/bionorte
Telefone: (38) 2101-9288
ISSN: 2175-1943
Editor Chefe: Árlen Almeida Duarte de Sousa
Início Publicação: 01/02/2014
Periodicidade: Semestral
Área de Estudo: Ciências Biológicas, Área de Estudo: Ciências da Saúde, Área de Estudo: Multidisciplinar

FATORES ASSOCIADOS ÀS COMPLICAÇÕES MATERNAS NAS GESTANTES COM IDADE AVANÇADA: uma revisão integrativa

Ano: 2019 | Volume: 8 | Número: Suplemento
Autores: A. L. Mendes, K. A. T. Barbosa, A. A. Batista, N. A. Teixeira, D. G. S. Silva, L. F. A. Silva, L. G. Siqueira
Autor Correspondente: L. G. Siqueira | [email protected]

Palavras-chave: Idade Materna. Gravidez. Gestação de Alto Risco. Complicações da Gestação.

Resumos Cadastrados

Resumo Português:

O presente estudo teve como objetivo verificar os fatores associados às complicações maternas nas gestantes com idade avançada, conforme dados veiculados em bases de dados científicas, no intervalo entre 2012 a 2018. É uma revisão integrativa de literatura, onde a busca pelos artigos foi realizada em maio de 2018 nas seguintes bases de dados: Biblioteca Virtual de Saúde (BVS-Bireme), Literatura Latino-Americana e do Caribe em Ciências da Saúde (LILACS) e no portal Scientific Eletronic Library Online (SCIELO), considerando as publicações disponíveis no espaço de 2012 a 2018 e utilizando-se dos seguintes descritores: idade materna, gestação de alto risco, complicações da gestação. As buscas pelas produções resultaram inicialmente em 65 artigos e a contar do estabelecimento dos critérios de inclusão e exclusão e o corpus desta revisão constitui-se em 05 artigos. Os principais resultados evidenciaram que existe relação significativa entre a idade materna e as complicações advindas desta gestação. As mais frequentes identificadas na literatura pesquisada foram: parto prematuro, baixo peso ao nascer, hipertensão/pré-eclâmpsia, e índice de Apgar baixo, dentre outros. Conclui-se que, desse modo, o acompanhamento dessas grávidas em idade maior que 35 anos deve ser rigoroso para entender a relevância de uma assistência qualificada, a fim de diminuir possíveis problemas advindos da gestação extemporânea, atentando aos sinais e sintomas de complicações, de forma a garantir segurança e diminuir resultados perinatais desfavoráveis.



Resumo Inglês:

The objective of the present study was to verify the factors associated with maternal complications pregnant in women with advanced age, according to data published in the Virtual Health Library (VHL-Bireme) databases between 2012 to 2018. It is an integrative review of literature (VILS-Bireme) / Latin American and Caribbean Literature in Health Sciences (LILACS) and Scientific Eletronic Library Online (SCIELO) considering the available publications in the space of 2012 to 2018 and using the following descriptors: maternal age. gestation. complications of gestation. The search for the productions resulted initially in 53 articles and from the establishment of the inclusion and exclusion criteria and the corpus of this review consisted of 05 articles. The main results showed that there is a significant relationship between the maternal years of the same or greater than 35 years and the complications resulting from this gestation. And the most frequent complications identified in the researched literature were: Premature Birth, Low Birth Weight, Hypertension / Pre-Eclampsia, and Low Apgar Index among others It is concluded that, therefore, the monitoring of pregnant women over the age of 35 years should be rigorous in order to understand the relevance of qualified care in order to reduce possible problems arising from untimely gestation, in view of the signs and symptoms of complications, in order to ensure safety and reduce unfavorable perinatal outcomes.