Estado de ocupação das margens do Rio Macacu – Rio de Janeiro (Brasil): diagnóstico preliminar

Pesquisa e Ensino em Ciências Exatas e da Natureza

Endereço:
Rua Sergio Moreira de Figueiredo - UFCG/CFP/UACEN - Casas Populares
Cajazeiras / PB
58900000
Site: http://revistas.ufcg.edu.br/cfp/index.php/RPECEN
Telefone: (83) 9900-3676
ISSN: 2526-8236
Editor Chefe: Silvio Felipe Barbosa de Lima, Heydson Henrique Brito da Silva, Eudes Leite de Lima, Carlos Davidson Pinheiro
Início Publicação: 10/06/2017
Periodicidade: Semestral
Área de Estudo: Multidisciplinar

Estado de ocupação das margens do Rio Macacu – Rio de Janeiro (Brasil): diagnóstico preliminar

Ano: 2020 | Volume: 4 | Número: Não se aplica
Autores: Guilherme Assis Rodrigues, Gisa Eneida Marques Machado
Autor Correspondente: G. A. Rodrigues | [email protected]

Palavras-chave: Bacia hidrográfica, erosão, mata ciliar, poluição.

Resumos Cadastrados

Resumo Português:

O estudo de bacias hidrográficas mostra-se cada vez mais necessário na correlação com as Áreas de Preservação Permanente (APP), pois a existência de conflitos entre uso e ocupação e o descumprimento da legislação nessas áreas põem em risco a integridade dos recursos hídricos, afetando a qualidade da água. O diagnóstico ambiental das condições in loco é o primeiro passo para o planejamento de uso sustentável de uma bacia hidrográfica, possibilitando identificar os fatores que possam estar interferindo e provocando a degradação. O objetivo deste trabalho foi realizar o diagnóstico ambiental em campo da Bacia Hidrográfica do Rio Macacu e avaliar os principais impactos ambientais das suas margens, propondo medidas para a correção dos problemas. Na área do Baixo Macacu, foi constatada a implementação de áreas agrícolas sem o manejo adequado e a ausência de matas ciliares. Já no Alto Macacu, a ausência de planejamento urbano favoreceu a ocupação das áreas de APP ao longo do leito do rio, principalmente por residências, que lançam o esgoto in natura, contribuindo para a degradação do curso d’água. Ao final, são apresentadas são apresentadas propostas para correção dos problemas encontrados.



Resumo Inglês:

The study of hydrographic basins has become increasingly necessary in the correlation with Permanent Protection Areas (PPA), since the existence of conflicts between use and occupation and the non-compliance with legislation in these areas endanger the integrity of water resources, affecting water quality. The environmental diagnosis of onsite conditions is the first step in planning the sustainable use of a watershed, making it possible to identify the factors that may be interfering and causing degradation. The objective of this work was to perform the environmental diagnosis in field of the Macacu River Basin and evaluate the main environmental impacts of its margins, proposing measures to correct the problems. In Baixo Macacu, the implementation of agricultural areas without proper management and the absence of riparian forests were found. In Alto Macacu the absence of urban planning favored the occupation of PPA areas along the riverbed, mainly by residences, which release sewage in natura, contributing to the degradation of the watercourse. At the end, proposals are presented to correct the problems encountered.