Crescimento de morangueiro submetido a níveis de salinidade e adubação orgânica

Revista Verde De Agroecologia e Desenvolvimento Sustentável

Endereço:
Rua Jairo Vieira Feitosa nº 1770 Bairro Pereiros
Pombal / PB
58840-000
Site: http://www.gvaa.com.br/revista/index.php/RVADS/index
Telefone: (83) 9962-0456
ISSN: 1981-8203
Editor Chefe: Anderson Bruno Anacleto de Andrade
Início Publicação: 31/12/2005
Periodicidade: Trimestral
Área de Estudo: Agronomia, Área de Estudo: Engenharia Agrícola, Área de Estudo: Medicina Veterinária, Área de Estudo: Recursos Florestais e Engenharia Florestal, Área de Estudo: Zootecnia, Área de Estudo: Ciências Biológicas, Área de Estudo: Engenharias, Área de Estudo: Multidisciplinar

Crescimento de morangueiro submetido a níveis de salinidade e adubação orgânica

Ano: 2019 | Volume: 14 | Número: 4
Autores: Geocleber Gomes de Sousa, Maria Vanessa Pires de Souza, José Marcelo da Silva Guilherme, Francisco Barroso da Silva Junior, Ana Gabriela Sousa Freitas, Thales Vinicius de Araújo Viana
Autor Correspondente: Geocleber Gomes de Sousa | [email protected]

Palavras-chave: Crescimento inicial, insumo orgânico, estresse salino

Resumos Cadastrados

Resumo Português:

Objetivou-se avaliar o crescimento inicial do morangueiro irrigado com águas salinas em solo com e sem biofertilizante bovino. O experimento foi conduzido em ambiente protegido na Estação Agrometeorológica, Ciências Agrárias, da Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, no período de setembro a outubro de 2016. O delineamento experimental foi inteiramente casualizado seguindo o esquema fatorial 5 x 2, com cinco repetições. O primeiro tratamento foi constituído pelos níveis de condutividade elétrica da água de irrigação, sendo: 0,5 dS m-1; 1,0 dS m-1; 1,5 dS m-1; 2,0 dS m-1 e 2,5 dS m-1, e o segundo tratamento compreendeu duas condições: sem e com biofertilizante bovino. Foram avaliadas as seguintes variáveis: número de folhas, comprimento da raiz, matéria seca da parte aérea, da raiz e total e condutividade elétrica. A salinidade da água de irrigação afetou o número de folhas, área foliar, comprimento da raiz, massa seca da parte aérea, da raiz e total, porém com menor intensidade em solo com biofertilizante bovino, demonstrando que o insumo atenua os efeitos da salinidade no crescimento do morangueiro.



Resumo Inglês:

The objective was to evaluate the initial growth of strawberry under irrigation with saline water in a soil with and without biofertilizer. The experiment was conducted in a protected environment at the Experimental Station, Agrarian Sciences of the Federal University of Ceará, Fortaleza, during the period of September and October of 2016. The experimental design was a completely randomized following the 5 x 2 factorial scheme, with five replications. The first treatment was constituted by the levels of electrical conductivity of irrigation water, being: 0.5 dS m-1; 1.0 dS m-1; 1.5 dS m-1; 2.0 dS m-1 e 2.5 dS m-1, and the second treatment comprised two conditions: with and without biofertilizer. The following variables were evaluated: number of leaves, root length, shoot dry matter, root and total and electrical conductivity. Irrigation water salinity affected the number of leaves, leaf area, root length, shoot, root and total dry mass, but with lower intensity in soil with bovine biofertilizer, demonstrating that the input attenuates the effects of salinity on strawberry growth.