Cladosporium spp: Morfologia, infecções e espécies patogênicas

Acta Brasiliensis

Endereço:
Universidade Federal de Campina Grande - UFCG Avenida Universitária, s/n. Bairro Jatobá Cx Postal 61
Patos / PB
58708-110
Site: http://revistas.ufcg.edu.br/ActaBra/index.php/actabra
Telefone: 8335113045
ISSN: 2526-4338
Editor Chefe: Edevaldo da Siva
Início Publicação: 31/01/2017
Periodicidade: Quadrimestral
Área de Estudo: Biologia geral

Cladosporium spp: Morfologia, infecções e espécies patogênicas

Ano: 2017 | Volume: 1 | Número: 1
Autores: C. P. Menezes, A. L. A. L. Perez, E. L. Oliveira
Autor Correspondente: C. P. Menezes | [email protected]

Palavras-chave: Feo-hifomicoses, Fungos dematiáceos, Micoses oportunistas

Resumos Cadastrados

Resumo Português:

O gênero Cladosporium spp compreende grande número de fungos dematiáceos com distribuição mundial e que estão entre os fungos de ambiente mais comuns. São frequentemente isolados como contaminantes, no entanto, algumas espécies são patogênicas e toxigênicas para os seres humanos, estando associados a infecções superficiais da pele e dos tecidos moles e incluem sepse disseminada com elevada mortalidade. Cladoporium spp são aero-alérgenos e causam graves doenças alérgicas do trato respiratório, bem como lesões intrabrônquicas. Atualmente, as espécies de Cladosporium spp de interesse médico associadas com doença humana são C. cladosporioides, C. herbarum, C. oxysporum e C. sphaerospermum. No caso de infecções por Cladosporium spp, a terapia é prolongada e varia de acordo com a síndrome clínica. Sendo essencial o conhecimento a cerca desse gênero, para melhor diagnóstico e tratamento adequado. Esta revisão de literatura teve como objetivo reunir informações sobre as características gerais e morfológicas, patologias, aspectos clínicos e principais espécies patogênicas das infecções causadas por esse gênero.