Cidade e Políticas Públicas: A Questão da Saúde Pública

Revista Interdisciplinar de Direito

Endereço:
Rua Sargento Vitor Hugo, 161 - Fátima
Valença / RJ
27.600-000
Site: http://revistas.faa.edu.br/index.php/FDV
Telefone: (24) 2453-0700
ISSN: 15188167
Editor Chefe: Rogéro Tabet de Almeida
Início Publicação: 30/04/1998
Periodicidade: Semestral
Área de Estudo: Ciência política, Área de Estudo: Direito, Área de Estudo: Multidisciplinar

Cidade e Políticas Públicas: A Questão da Saúde Pública

Ano: 2019 | Volume: 17 | Número: 2
Autores: Vanderlei Martins
Autor Correspondente: Vanderlei Martins | [email protected]

Palavras-chave: Cidade, políticas públicas; sociedade, saúde pública, cultura, Rio de Janeiro, ética, City, public policy, society; public health, culture, Rio de Janeiro, ethics

Resumos Cadastrados

Resumo Português:

O artigo discute a cidade contemporânea e, no caso específico, o Rio de Janeiro como foco central. O eixo temático aqui privilegiado entende a cidade como centro de convivência sócio-institucional que aglutina interesses políticos, econômicos e culturais específicos, mas nem  sempre  tratados  com  o  devido  equilíbrio,  principalmente  equilíbrio  político.  Nesse  sentido,  a  coisa  pública,  síntese  dessa  convivência  institucionalizada  no  espaço  urbano  da  cidade, é tratada pelas autoridades responsáveis de uma forma que não atende devidamente aos  interesses  da  população  em  sua  totalidade,  no  caso,  específica  e  principalmente,  as  camadas  sociais  mais  desfavorecidas.  Objetivamente,  o  trabalho  se  volta  para  analisar  a  questão  da  saúde  pública  no  Rio  de  Janeiro,  tentando  demonstrar  que  o  colapso  no  setor  é decorrência direta da ausência de uma política pública eficiente associada ao descaso e ao descompromisso social e cultural com as camadas pobres da população urbana.



Resumo Inglês:

The article discusses the contemporary city and, in the specific case, the Rio de Janeiro as the central focus. The main theme here privileged understands the city as socio-institutional community center that brings together political, economic and cultural interests specific, but not always treated with the right balance, especially political balance. In this sense, public affairs, synthesis of this institutionalized living in urban areas of the city, is treated by the authorities in a way that does not meet adequately the interests of the population as a whole, in the specific case, and especially the most disadvantaged social strata. Objectively, the work turns to consider the issue of public health in Rio de Janeiro, trying to show that the collapse in the sector is a direct result of the absence of an efficient public policy associated with the neglect and social and cultural lack of commitment to the poor layers of the population urban.