AVALIAÇÃO MICROBIOLÓGICA DA FARINHA DE CARNE E OSSOS UTILIZADA NA AVICULTURA INDUSTRIAL NO NORDESTE DO BRASIL

Environmental Smoke

Endereço:
Rua Comerciante Antônio de Souza Lima, 25 - Mangabeira
João Pessoa / PB
58055-060
Site: https://www.environmentalsmoke.com.br
Telefone: (83) 2177-7648
ISSN: 2595-5527
Editor Chefe: Dimitri de Araujo Costa
Início Publicação: 12/08/2018
Periodicidade: Quadrimestral
Área de Estudo: Ciências Agrárias, Área de Estudo: Ciências Biológicas, Área de Estudo: Ciências da Saúde, Área de Estudo: Ciências Exatas, Área de Estudo: Ciências Humanas, Área de Estudo: Ciências Sociais Aplicadas, Área de Estudo: Engenharias, Área de Estudo: Linguística, Letras e Artes, Área de Estudo: Multidisciplinar

AVALIAÇÃO MICROBIOLÓGICA DA FARINHA DE CARNE E OSSOS UTILIZADA NA AVICULTURA INDUSTRIAL NO NORDESTE DO BRASIL

Ano: 2018 | Volume: 1 | Número: 2
Autores: José Andreey Almeida Teles, Francisco Feliciano da Silva Junior, Sineide de Oliveira Vilela, Rebeka Correia de Souza Cunha, Mayara Layssa Timoteo dos Santos, Gil Dutra Furtado, Aleudson dos Santos Silva
Autor Correspondente: José Andreey Almeida Teles | [email protected]

Palavras-chave: Contamination, By-product, Gallinaceous, Salmonella, Clostridium

Resumos Cadastrados

Resumo Português:

O Brasil tem se destacado constantemente na criação de aves, ocupando o terceiro lugar mundial em termos de produção e o primeiro em exportação. O Estado de Alagoas, Nordeste do Brasil, aloja um rebanho de 5.301.712, dos quais 1.354.196 são galinhas. A nutrição de aves é um dos aspectos que têm melhorado bastante ao longo dos anos. O percentual de gastos com alimentação na criação de aves representa uma fatia significativa do investimento, de forma que é crescente a utilização de alimentos alternativos que são os subprodutos de matadouros (farinhas de origem animal como as de carne e ossos) como forma de suprir a demanda de minerais e de proteínas, além de reduzir o custo de produção. Contudo, um grande problema enfrentado muitas vezes pelos produtores de aves é a qualidade microbiológica desses produtos, uma vez que os mesmos podem veicular patógenos que causam grandes impactos na criação de aves. Esse trabalho objetivou analisar microbiologicamente as farinhas de carne e ossos (FCO) utilizadas na avicultura industrial no Estado de Alagoas. Foram avaliadas 179 amostras obtidas em fornecedores distintos. Desse total, 49,16% estavam contaminadas por Clostridium perfringens, representando elevado risco quando de sua utilização na alimentação de aves. A quantidade de farinha de carne e ossos contaminadas com esta bactéria é elevada.



Resumo Inglês:

Brazil has consistently excelled in poultry, ranking third place worldwide the first in terms of production and exports. The State of Alagoas, Brazilian Northeast, houses a herd of 5.301.712, of whom 1.354.196 are chickens. The poultry nutrition is one of the aspects that have greatly improved over the years. The percentage of food expenditures in poultry represents a significant part of the investment, so that is increasing the use of alternative foods that are the byproducts of slaughterhouses (animal meal as meat and bone meal) as a way to meet the demand for minerals and proteins, as well as reducing the cost of production. However, a major problem faced often by poultry producers is the microbiological quality of these products, since they can carry pathogens that cause major impacts on poultry. This study aimed to analyze the microbiological flash flour and bone meal (FFBM) used in the poultry industry in the State of Alagoas. Were obtained 179 samples from different suppliers were evaluated. Of this total, 49.16% were contaminated by Clostridium perfringens representing a high risk when used in poultry feed. The quantity of meat and bone meal contaminated with this bacterium is high.



Resumo Espanhol:

Brasil se ha destacado constantemente en las aves de corral, ocupando el tercer lugar a nivel mundial como el primero en términos de producción y exportaciones. El Estado de Alagoas, Nordeste de Brasil, alberga una manada de 5.301.712, de los cuales 1.354.196 son pollos. La nutrición avícola es uno de los aspectos que mejoró notablemente con el paso de los años. El porcentaje de gasto en alimentos en aves de corral representa una parte importante de la inversión, por lo que está aumentando el uso de alimentos alternativos que son los subproductos de los mataderos (harina animal como harina de carne y hueso) como una forma de satisfacer la demanda de minerales y proteínas, además de reducir el coste de producción. Sin embargo, un problema importante que enfrentan a menudo los productores de aves de corral es la calidad microbiológica de estos productos, ya que pueden transportar patógenos que causan impactos importantes en las aves. El objetivo de este estudio fue analizar la harina microbiana de pulpa y la harina de huesos (FFBM, por sus siglas en inglés) utilizada en la industria avícola en el estado de Alagoas. Se obtuvieron 179 muestras de diferentes proveedores. De este total, 49.16% fueron contaminados por Clostridium perfringens, lo que representa un alto riesgo cuando se usa en alimentos para aves. La cantidad de harina de carne y huesos contaminada con esta bacteria es alta.