Agressividade fiscal e a lucratividade nas empresas do setor de energia elétrica do Brasil

Revista Catarinense da Ciência Contábil

Endereço:
Av. Osvaldo Rodrigues Cabral, 1900, - Centro
Florianópolis / SC
88015-710
Site: http://revista.crcsc.org.br
Telefone: (48) 3027-7006
ISSN: 2237-7662
Editor Chefe: Sérgio Murilo Petri
Início Publicação: 30/11/2001
Periodicidade: Anual
Área de Estudo: Ciências Contábeis

Agressividade fiscal e a lucratividade nas empresas do setor de energia elétrica do Brasil

Ano: 2020 | Volume: 19 | Número: Não se aplica
Autores: Daniel Gomes dos Santos, Alan Santos de Oliveira
Autor Correspondente: Daniel Gomes dos Santos | daniel.gomes[email protected]

Palavras-chave: agressividade fiscal, lucratividade, planejamento tributário, tax aggressiveness, profitability, tax planning

Resumos Cadastrados

Resumo Português:

Este estudo teve por objetivo analisar a influência da agressividade fiscal na capacidade de gerar lucro nas empresas do setor de energia elétrica listadas na B3 no período de 2013 a 2018. Trata-se de pesquisa descritiva, quantitativa, documental e bibliográfica. A amostra conta com 37 empresas durante o período estudado, formando um total de 222 observações. Foram utilizadas a BTD (Book Tax Differences) e a GAAP ETR (Generally Accepted Accounting Principles, Effective Tax Rate) como métrica de agressividade fiscal e a ML (Margem Líquida), o ROA (Return on Assets) e o ROI (Return on Investment) como indicadores de lucratividade. Os resultados foram alcançados por meio de estatística descritiva dos dados, análise de regressão linear, na qual foi aplicado um modelo de painel com efeitos aleatórios, e análise de regressão quantílica. Com o resultado detectou-se que, de maneira geral, quanto maior o nível de agressividade fiscal, maiores os índices de lucratividade. Esse estudo visa contribuir para que as empresas do setor de energia elétrica verifiquem a eficiência da utilização de um planejamento tributário agressivo, dando suporte à tomada de decisão.



Resumo Inglês:

This study aimed to analyze the influence of tax aggressiveness on the ability to generate profit in companies in the electric power sector listed in B3 in the period from 2013 to 2018. This is descriptive, quantitative, documentary and bibliographic research. The sample includes 37 companies during the period studied, forming a total of 222 observations. BTD (Book Tax Differences) and GAAP ETR (Generally Accepted Accounting Principles, Effective Tax Rate) were used as a metric for tax aggressiveness and NM (Net Margin), ROA (Return on Assets) and ROI (Return on Investment) as indicators of profitability. The results were achieved by means of descriptive statistics of the data, linear regression analysis, in which a panel model with random effects was applied, and quantile regression analysis. With the result it was found that, in general, the higher the level of tax aggressiveness, the higher the profitability indexes. This study aims to contribute to companies in the electric power sector to verify the efficiency of the use of aggressive tax planning, supporting decision making.