Visibilidade do risco psíquico em crianças na atenção primária

Revista de Saúde Pública do Paraná

Endereço:
Rua Doutor Dante Romanó, 120 - Tarumã
Curitiba / PR
82821016
Site: http://revista.escoladesaude.pr.gov.br/index.php/rspp
Telefone: (41) 3342-2993
ISSN: 82821-016
Editor Chefe: Priscila Meyenberg Cunha Sade
Início Publicação: 25/07/2018
Periodicidade: Semestral
Área de Estudo: Saúde coletiva

Visibilidade do risco psíquico em crianças na atenção primária

Ano: 2019 | Volume: 2 | Número: Suplemento
Autores: Isabel Cristina Soder, Inês Terezinha Pastório, Giseli Cipriano Rodacoski
Autor Correspondente: Isabel Cristina Soder | [email protected]

Palavras-chave: criança, saúde mental, continuidade de assistência ao paciente, desenvolvimento infantil.

Resumos Cadastrados

Resumo Português:

A fim de sensibilizar e esclarecer possíveis sinais de sofrimento psíquico em bebês, ou algum tipo de risco à saúde mental, com vistas a uma estimulação a tempo, o presente Projeto Aplicativo tem como objetivo realizar um acompanhamento permanente de uma Unidade de Atenção Primária de Saúde (UAPS) de um território. A metodologia utilizada para elaboração foi pesquisa bibliográfica e de dados acerca da realidade do município e suas necessidades. Para a execução do projeto, a metodologia escolhida foi ações de matriciamento, através dos itens/sinais que estão contemplados nos Indicadores Clínicos de Risco para o Desenvolvimento Infantil (IRDI). Como resultado é esperada a conscientização dos profissionais da atenção primária acerca da necessidade de acompanhamento da saúde mental dos bebês e suas famílias, como também ações que possam envolver a Rede de Atenção Psicossocial (RAPS), para uma estimulação a tempo neste aspecto.



Resumo Inglês:

In order to sensitize and clarify possible signs of mental suffering in infants, or any type of  risk  to  mental  health,  aiming  at  timely  stimulation,  the  present  Application  Project  aims  to  carry  out  permanent monitoring of a Primary Health Care Unit of a territory. The methodology used for elaboration was bibliographical and data research about the reality of the municipality and its needs. For the project implementation,  the  chosen  methodology  was  matriciation  actions,  through  the  items/signs  that  are  contemplated in the Clinical Indicators of Risk (IRDI) for Child Development. Regarding the results, these cannot be presented because it is a pilot project to be developed; however, it is expected that the primary care professionals become aware of the need to monitor the mental health of the babies and their families, as  well  as  actions  that  may  involve  the  Psychosocial  Care  Network  (RAPS)  for  timely  stimulation  in  this  regard.