Uma proposta de emancipação: A economia solidária como espaço da resistência

Multiface

Endereço:
Avenida Presidente Antônio Carlos, 6.627 - Faculdade de Ciências Econômicas - sala 3080 - Pampulha
Belo Horizonte / MG
31270901
Site: http://revistas.face.ufmg.br/index.php/multiface
Telefone: (31) 03409-7066
ISSN: 2358-9760
Editor Chefe: Ivan Prates Sternick
Início Publicação: 01/06/2007
Periodicidade: Semestral
Área de Estudo: Administração, Área de Estudo: Economia

Uma proposta de emancipação: A economia solidária como espaço da resistência

Ano: 2016 | Volume: 4 | Número: 0
Autores: Bruno Siqueira Fernandes
Autor Correspondente: Bruno Siqueira Fernandes | [email protected]

Palavras-chave: espaço, Economia Popular, Economia Solidária

Resumos Cadastrados

Resumo Português:

Este artigo busca discutir a possibilidade da Economia Solidária como uma proposta de emancipação e de consolidação como Espaço da Resistência. A partir da análise de Carolina Herrmann, inspirada em Lefebvre e no conceito de Doxa de Pierre Bourdieu, será feito uma tentativa de aproximação do movimento da Economia Solidária, em especial no Brasil, com o conceito criado pela autora. A partir de uma análise do contexto contemporâneo da política neoliberal, será feito uma tentativa de perceber na Economia Popular e Solidária uma proposta de emancipação por constituir uma frente de pensamento fora da doxa. Isso mostra que a Economia Solidária, em alguns aspectos, se insere na resistência contemporânea e também nas críticas ao contexto político neoliberal. Esta análise traz contribuições para a compreensão do movimento da Economia Solidária como uma alternativa ao sistema vigente e abre espaço para maiores questionamentos posteriores.