TENDÊNCIA CRESCENTE DE VIOLÊNCIA HOMICIDA NA REGIÃO METROPOLITANA DE NATAL-RN, BRASIL

Revista Ciência Plural

Endereço:
Av. Senador Salgado Filho 1787, Lagoa Nova
Natal / RN
59056-000
Site: http://www.periodicos.ufrn.br/rcp
Telefone: (84) 3442-2338
ISSN: 2446-7286
Editor Chefe: Iris do Céu Clara Costa
Início Publicação: 31/12/2014
Periodicidade: Quadrimestral
Área de Estudo: Saúde coletiva

TENDÊNCIA CRESCENTE DE VIOLÊNCIA HOMICIDA NA REGIÃO METROPOLITANA DE NATAL-RN, BRASIL

Ano: 2015 | Volume: 1 | Número: 2
Autores: André Luiz Barbosa de Lima, Kenio Costa de Lima, Lívia Teixeira de Souza Maia, Tamires Carneiro de Oliveira
Autor Correspondente: André Luiz Barbosa de Lima | [email protected]

Palavras-chave: Homicídio. Coeficiente de mortalidade. Estudos de series temporais. Análise de Situação.

Resumos Cadastrados

Resumo Português:

Introdução: Na última década, a Região Metropolitana de Natal-RN sofreu impactos substanciais da violência, sobretudo a partir do aumento do número de homicídios. Objetivo: O estudo objetivou analisar a tendência temporal de violência homicida na Região Metropolitana de Natal-RN, entre os anos de 2000 e 2010, como eixo metodológico da análise de situação de saúde. Métodos: Foi realizado um estudo observacional de séries temporais sobre a tendência de mortes por homicídio, utilizando-se o método de regressão linear por mínimos quadrados generalizados (correção de Prais-Winsten) e mínimos quadrados ordinários. Ademais, foram obtidas as razões de incremento anual para cada município. Por fim, para avaliar a existência de autocorrelação serial, foi procedida a estatísticade Durbin-Watson, com nível de significância α=0,05. Resultados: Houve 2.723 óbitos por homicídios na Região Metropolitana de Natal. Os homicídios foram mais prevalentes entre os homens, principalmente na faixa etária de 20 a 39 anos de idade (62,0%). Houve uma tendência linear crescente nos coeficientes de mortalidade dos municípios de Natal, Macaíba, São Gonçalo do Amarante, Monte Alegre e Ceará-Mirim. No período estudado, foi crescente a violência homicida na Região Metropolitana de Natal, onde os municípios em processo de urbanização mais intenso, dinâmicos e integrados ao polo metropolitano tiveram tendência crescente mais expressiva e os maiores coeficientes de mortalidade por homicídio, especialmente Natal e São Gonçalo do Amarante. Conclusões: Nestesentido, conclui-se que são necessárias a implantação e a implementação de políticas de segurança pública, defesa social e educação, que garantam o empoderamento econômico e a estabilidade comunitária, considerando-se o perfil das vítimas da violência homicida neste território.



Resumo Inglês:

Introduction: In the last decade, the Metropolitan Region of Natal-RN has undergone substantial impacts of violence, especially from the increase in the number of homicides. Objective: This study aimed to analyse the temporal trends of homicidal violence in the Metropolitan Region of Natal-RN, between the years 2000 to 2010, as a methodological axis of the health situation analysis. Methods: An observational time series study on the trend of homicide deaths was held in the Metropolitan Region of Natal, RN, Brazil, using the linear regression method by generalized least squares (Prais-Winsten correction) and ordinal least squares. Moreover, the reasons for annual increment for each municipality in the metropolitan area were obtained. Finally, to assess the existence of autocorrelation, was performed the Durbin-Watson statistic with level of significance α=0,05. Results: There were 2,723 deaths from homicides in the Metropolitan Region of Natal. Homicides were most prevalent among men, mostly aged 20-39 years old (62.0%). There was an increasing linear trend in mortality rates in the municipalities of Natal, Macaíba, São Gonçalo do Amarante, Monte Alegre and Ceará-Mirim. During the study period was increasing homicidal violence in the Metropolitan Region of Natal, where municipalities in the process of urbanization more intense, dynamic and integrated to the metropolitan pole had more significant increasing trend and the highest mortality rates from homicide, especially Natal and São Gonçalo do Amarante. Conclusions: In thissense, is concluded that are necessary deployment and implementation of public security policies, social protection and education, to ensure the economic empowerment and community stability, considering the profile of the victims of homicidal violence in this territory.