Serum and erythrocyte oxidative stress in dogs with acanthocytosis

Revista Agrária Acadêmica

Endereço:
Rua Rio Grande do Norte - 1342, sala 3 - Centro
Imperatriz / MA
65901-280
Site: https://agrariacad.com/
Telefone: (81) 9423-2398
ISSN: 2595-3125
Editor Chefe: Jailson Honorato
Início Publicação: 01/05/2018
Periodicidade: Bimestral
Área de Estudo: Ciências Agrárias, Área de Estudo: Agronomia, Área de Estudo: Biologia geral, Área de Estudo: Bioquímica, Área de Estudo: Botânica, Área de Estudo: Ciência e Tecnologia de Alimentos, Área de Estudo: Ecologia, Área de Estudo: Engenharia Agrícola, Área de Estudo: Medicina Veterinária, Área de Estudo: Melhoramento Animal, Área de Estudo: Microbiologia, Área de Estudo: Recursos Florestais e Engenharia Florestal, Área de Estudo: Recursos Pesqueiros e Engenharia da Pesca, Área de Estudo: Recursos pesqueiros e engenharia de pesca, Área de Estudo: Zoologia, Área de Estudo: Zootecnia

Serum and erythrocyte oxidative stress in dogs with acanthocytosis

Ano: 2023 | Volume: 6 | Número: 3
Autores: Laura Arduino Vasconcelos, Maria Fernanda Fink de Almeida, Paula Lima de Oliveira, Vanessa Vieira de Freitas, Mariana Orlandini Mendonça, Tainara de Oliveira Martins, Beatriz Perez Floriana, Breno Fernando Martins de Almeida
Autor Correspondente: Breno Fernando Martins de Almeida | [email protected]

Palavras-chave: Acantócitos, anemia, antioxidantes, oxidantes, canino

Resumos Cadastrados

Resumo Português:

O estresse oxidativo ocorre como resultado do aumento de oxidantes e/ou redução de antioxidantes no organismo, causando oxidação de constituintes celulares e disfunção celular, o que pode levar à morte celular prematura. O presente estudo teve como objetivo avaliar o estresse oxidativo sérico e eritrocitário em cães com acantocitose. Foram selecionados 16 cães com acantocitose detectada em esfregaço sanguíneo, independente da condição patológica associada, e 17 cães saudáveis ​​sem alterações clínicas e laboratoriais. O hemograma foi realizado em contador de células automatizado, as análises bioquímicas e de estresse oxidativo foram realizadas em fotocolorímetro automatizado. Cães com acantocitose apresentaram menores valores de eritrócitos, hemoglobina, hematócrito e concentração hemoglobínica corpuscular média (CHCM) e maior amplitude de distribuição eritrocitária (RDW) que cães saudáveis. No leucograma, maiores concentrações de neutrófilos bastonetes e menor número de linfócitos foram observados em cães com acantocitose. Nos parâmetros bioquímicos, foi observado aumento significativo da atividade FA, teor de colesterol e de globulina, além de diminuição da concentração de albumina nos cães com acantocitose. Em relação aos parâmetros de estresse oxidativo, cães com acantocitose apresentaram menor capacidade antioxidante total (CAT) sérica por redução cúprica (CAT-CUPRAC) e maior CAT por redução férrica (CAT-FRAP), capacidade oxidante total (COT) e peroxidação lipídica, enquanto nos eritrócitos foi detectada maior CAT pela redução do cátion ABTS sozinho (CAT-ABTS) e associado à peroxidase (CAT-ABTS+HRP), CAT-CUPRAC, COT e peroxidação lipídica em comparação com os cães controle. Cães com acantocitose apresentam estresse oxidativo sérico e eritrocitário, que pode ser um dos fatores envolvidos no dano eritrocitário.



Resumo Inglês:

Oxidative stress occurs as a result of an increase in oxidants and/or a reduction of antioxidants in the body, causing oxidation of cellular constituents and cellular dysfunction, which can lead to premature cell death. This study aimed to evaluate serum and red blood cell (RBC) oxidative stress in dogs with acanthocytosis. Sixteen dogs with acanthocytosis confirmed on blood smear, regardless of the associated pathological condition, and 17 healthy dogs without clinical and laboratorial alterations were selected. Complete blood counts (CBC) were performed by an automated cell counter, biochemical and oxidative stress analyzes were performed by an automated photocolorimeter. Dogs with acanthocytosis showed lower RBC, hemoglobin, hematocrit and mean corpuscular hemoglobin concentration (MCHC), and higher red cell distribution width (RDW) compared with healthy dogs. On the leukogram, higher concentrations of band neutrophils and lower numbers of lymphocytes were observed in dogs with acanthocytosis. On serum biochemical parameters, a significant increase in ALP activity, cholesterol and globulin levels, and decreased albumin concentration were observed in dogs with acanthocytosis. Regarding oxidative stress parameters, dogs with acanthocytosis showed lower serum total antioxidant capacity (TAC) by cupric reduction (TAC-CUPRAC) and higher TAC by ferric reduction (TAC-FRAP), total oxidant capacity (TOC) and lipid peroxidation, while RBC showed higher TAC by ABTS cation reduction alone (TAC-ABTS) and associated with peroxidase (TAC-ABTS+HRP), TAC-CUPRAC, TOC and lipid peroxidation compared with those of control dogs. Dogs with acanthocytosis demonstrate serum and erythrocyte oxidative stress, which may be one of the factors involved in erythrocyte damage.