Sentir e inteligir na catequese: a transmissão da fé na interface com Xavier Zubiri

Pesquisas em Teologia

Endereço:
Rua Marquês de São Vicente - 225 - Gávea
Rio de Janeiro / RJ
22451900
Site: http://periodicos.puc-rio.br/index.php/pesquisasemteologia/index
Telefone: (21) 3527-1974
ISSN: 2595-9409
Editor Chefe: Prof. Dr. Abimar Oliveira de Moraes
Início Publicação: 05/12/2018
Periodicidade: Semestral
Área de Estudo: Teologia

Sentir e inteligir na catequese: a transmissão da fé na interface com Xavier Zubiri

Ano: 2019 | Volume: 2 | Número: 3
Autores: D. W. Santos
Autor Correspondente: D. W. Santos | [email protected]

Palavras-chave: Sentir, inteligir, realidade, catequese, mistagogia, Zubiri.

Resumos Cadastrados

Resumo Português:

Os tempos atuais nos impelem ao anúncio do Evangelho, portanto, da pessoa de Jesus, de forma criativa e efetiva. Todavia, percebemos ainda métodos que não mais correspondem à realidade atual. O mundo marcado pela fluidez, pela liquidez, como define o sociólogo Zygmunt Bauman, reclama um novo modo de agir e transmitir a fé cristã. É a mesma verdade revelada, apresentada de modo a impactar aquele ou aquela que recebe esta mensagem. A Igreja reconheceu nestes últimos tempos a necessidade do anúncio da pessoa de Jesus, que passa pelo crivo da experiência com o mesmo. Esta experiência lhe assegura o sentido da existência, ao mesmo tempo que o impele ao seguimento. Partindo deste pressuposto, o presente artigo faz uma interface do anúncio e da catequese, com o pensamento do filósofo Xavier Zubiri, que propõe o sentir com o acontecimento fundante da experiência que leva a inteligir a realidade que se apresenta, tendo uma força de imposição tão grande que coloca o impactado numa marcha para conhecer sempre mais aquilo que foi por ele inteligido. Deste modo, a argumentação se estabelece na importância e necessidade do sentir e inteligir na catequese, para um melhor aprofundamento da fé cristã.



Resumo Inglês:

The current era urges us to promulgate the Gospel of Jesus Christ in a creative and effective way. However, we still notice methods that do not match the reality. Marked by fluidity and liquidity, the world, as defined by the sociologist Zygmunt Bauman, requires a new set of actions and propagation of the Christian faith. It’s the same revealed truth, presented in a way that impacts whomever receives this message. The Church recognized, in recent times, the need for Jesus Christ’s proclamation, which passes through the sieve of its experience. Such experience ensures the meaning of existence and urges its continuity. From this assumption, the present article builds an interface between the announcement and the catechism, including the impression of philosopher Xavier Zubiri, who proposes the act of feeling as a founding event of the experience that leads to the recognition of the presented reality, possessing an imposing strength so big that it bestows on its target a constant journey to deepen one’s knowledge on what was already understood. Thus, the discussion establishes itself on the importance and necessity of feeling and understanding the catechism for a better deepening of the Christian faith.