A semântica cognitiva como ferramenta de otimização das definições tipo whole-sentence

Domínios De [email protected]

Endereço:
Av. João Naves de Ávila, 2121 - Sala 1U-206 - Santa Mônica
Uberlândia / MG
38408-144
Site: http://www.seer.ufu.br/index.php/dominiosdelinguagem
Telefone: (34) 3239-4162
ISSN: 19805799
Editor Chefe: Guilherme Fromm
Início Publicação: 31/05/2007
Periodicidade: Trimestral
Área de Estudo: Linguística

A semântica cognitiva como ferramenta de otimização das definições tipo whole-sentence

Ano: 2018 | Volume: 12 | Número: 4
Autores: Larissa Moreira Brangel
Autor Correspondente: Larissa Moreira Brangel | [email protected]

Palavras-chave: Lexicografia Pedagógica, Definição Lexicográfica, Semântica Cognitiva

Resumos Cadastrados

Resumo Português:

O presente artigo discute possíveis contribuições da semântica cognitiva para a otimização de definições lexicográficas do tipo whole-sentence. Nos últimos anos, as whole-sentence definitions têm ganhado reconhecimento nas obras lexicográficas pedagógicas em razão de sua maneira diferenciada de explicar o significado das palavras para o consulente. Apesar de apresentar uma notória aproximação com os postulados da semântica cognitiva, muito pouco se tem teorizado sobre esse tipo de definição, de modo que a sua elaboração ainda é feita de maneira bastante intuitiva pelos lexicógrafos. Desta forma, com o intuito de fornecer subsídios de base teórica para o aprimoramento das definições whole-sentence, o presente artigo discute pontos de contato entre as whole-sentence definitions e a semântica cognitiva, estreitando, assim, as relações entre a teoria semântica e a prática lexicográfica. Além disso, o artigo também apresenta uma proposta prática de aplicação da semântica cognitiva na elaboração das definições whole-sentence, tomando como base os princípios da semântica de frames e a base de dados da FrameNet.



Resumo Inglês:

This paper discusses some possible contributions of cognitive semantics to optimize whole-sentence definitions. In the last years, whole-sentence definitions have gained recognition in pedagogical dictionaries because of their special way of explaining meaning to the users. Despite showing notorious proximity to cognitive semantics principles, very little has been done to study this kind of definition through a theoretical point of view and, as a result, it is still elaborated in a very intuitive way by lexicographers. In face of this, to provide a theoretical basis to whole-sentence definitions, this paper discusses contact points between whole-sentence definitions and cognitive semantics, narrowing the gap between semantic theory and practical lexicography. Furthermore, the paper also presents a suggestion of applying cognitive semantics to the elaboration of whole-sentence definitions, making use of some principles of frame semantics and the FrameNet database.