REFUGIADOS NO BRASIL: UMA ANÁLISE SOBRE AS NARRATIVIDADES DO DISCURSO JORNALÍSTICO NA INTERNET

Revista Leia Escola

Endereço:
Rua Aprígio Veloso - 882 - Universitário
Campina Grande / PB
58429140
Site: http://revistas.ufcg.edu.br/ch/index.php/Leia/index
Telefone: (83) 2101-1225
ISSN: 2358-5870
Editor Chefe: Márcia Tavares
Início Publicação: 09/10/2012
Periodicidade: Quadrimestral

REFUGIADOS NO BRASIL: UMA ANÁLISE SOBRE AS NARRATIVIDADES DO DISCURSO JORNALÍSTICO NA INTERNET

Ano: 2018 | Volume: 18 | Número: 3
Autores: Vanda Késsia Gomes Galvão, Washington Silva de Farias
Autor Correspondente: Vanda Késsia Gomes Galvão, Washington Silva de Farias | wandakessia[email protected]

Palavras-chave: Refugiados. Discurso jornalístico. Posição-Sujeito. Narratividade.

Resumos Cadastrados

Resumo Português:

Considerando que o refúgio é um forte tema em debate na sociedade brasileira, através da Análise do Discurso francesa, analisamos como é construída a representação do sujeito refugiado em narratividades do discurso jornalístico online da mídia tradicional e da alternativa. Utilizamos um corpus com publicações de quatro sites, referentes em especial ao ano de 2017, quando a Lei de Migração entrou em vigor, e também alguns posts de outros anos que se relacionam ao período de discussão deste dispositivo legal no Congresso Nacional. Durante a análise, são mobilizados os conceitos de formação discursiva, posição-sujeito, interdiscurso e narratividade. Os resultados do trabalho sugerem que portais identificados com a posiçãosujeito da mídia tradicional abordam a pauta dos refugiados pela ótica do mercado de trabalho e da economia. Já portais que se inserem na posição-sujeito da mídia alternativa consideram o refúgio identificando-se à pauta dos direitos humanos, problematizando aspectos silenciados na mídia tradicional.



Resumo Inglês:

Considering that the refuge is a strong topic in debate in Brazilian society, through the French Discourse Analysis, we analyze how the representation of the refugee subject is constructed in narrativities of the online journalistic discourse of the traditional media and the alternative. We used a corpus with publications from four sites, referring in particular to the year 2017, when the Migration Law came into force, as well as some posts from other years that relate to the period of discussion of this legal device in the National Congress. During the analysis, the concepts of discursive formation, position-subject, interdiscourse and narrativity are mobilized. The results of the work suggest that portals identified with the subject-position of the traditional media approach the refugee agenda from the perspective of the labor market and economy. On the other hand, portals that include themselves in the subject-position of the alternative media consider refuge identifying itself to the human rights agenda, problematizing aspects silenced in the traditional media.