Reflexões sobre características prosódicas do desenvolvimento da negação: estudo de casos de uma criança brasileira e uma criança francesa

Domínios De [email protected]

Endereço:
Av. João Naves de Ávila, 2121 - Sala 1U-206 - Santa Mônica
Uberlândia / MG
38408-144
Site: http://www.seer.ufu.br/index.php/dominiosdelinguagem
Telefone: (34) 3239-4162
ISSN: 19805799
Editor Chefe: Guilherme Fromm
Início Publicação: 31/05/2007
Periodicidade: Trimestral
Área de Estudo: Linguística

Reflexões sobre características prosódicas do desenvolvimento da negação: estudo de casos de uma criança brasileira e uma criança francesa

Ano: 2018 | Volume: 12 | Número: 3
Autores: Angelina Nunes de Vasconcelos, Ester Scarpa, Christelle Dodane
Autor Correspondente: Angelina Nunes de Vasconcelos | [email protected]

Palavras-chave: Negação, Prosódia, Aquisição da linguagem, Estudo de caso

Resumos Cadastrados

Resumo Português:

O presente trabalho volta-se ao desenvolvimento da negação a partir do estudo de registros longitudinais da fala de uma criança brasileira em seu segundo ano de vida, em comparação a registros realizados com uma criança francesa durante o mesmo período. Para tanto, foram analisadas as produções infantis interpretadas pelos adultos como protestos, oposições e negações. Pesquisas sobre as produções infantis sublinham como bebês de apenas nove meses de idade são capazes de produzir características rítmicas e entonacionais de sua língua materna (KONOPCZYNSKI, 1990; 1991). No presente estudo, as características prosódicas das primeiras negações infantis são analisadas, com o objetivo de observar quais elementos prosódicos de sua língua estão presentes nestes primeiros enunciados. A partir desta linha de investigação, analisam-se registros videográficos realizados em contexto natural e cotidiano de interação entre a criança e seus pais . Os vídeos foram analisados a partir dos programas PHON e PRAAT. Observou-se o alinhamento entre os movimentos do contorno de Fº e a estrutura sintática das negações infantis, mais especificamente os marcadores de negação. Como conclusão, destaca-se o papel da prosódia no desenvolvimento da negação e na estruturação dos primeiros enunciados negativos.



Resumo Inglês:

This paper aims to study the development of negation based on longitudinal data of two children, a Brazilian one a French one from 29 to 32 months old. We analyzed the children's productions interpreted by the adults as protests, oppositions and denials. Researcheson children's productions underlines how babies as young as nine months are able to produce rhythmic and intonational features of their mother tongue KONOPCZYNSKI, 1990; 1991). In the present study we analyzed the prosodic characteristics of thefirst infantile negations, in order to observe which prosodic elements of their language are present in these first statements. In order to do so, the present study analyzed videographic registersthat were records in a natural context of interaction between the child and his / her parents. the analyzes were carried out wit h the softwarePHON and PRAAT. It was observed the alignment between the movements of the Fº contour and the syntactic structure of the infantile negations, more specifically the negation markers. In conclusion, the role of prosody is highlighted in the development of negation and in the structuring of the first negative statements.