Protocolo de avaliação rápida como ferramenta de gestão de recursos hídricos urbanos

Revista Mineira de Recursos Hídricos (RMRH)

Endereço:
Rodovia Papa João Paulo II 4143 - Prédio Minas - 1º andar - Serra Verde
Belo Horizonte / MG
31630-900
Site: http://rmrh.igam.mg.gov.br
Telefone: (31) 3915-1568
ISSN: 2675-3359
Editor Chefe: Marília Carvalho de Melo
Início Publicação: 01/01/2020
Periodicidade: Semestral
Área de Estudo: Engenharia sanitária, Área de Estudo: Multidisciplinar

Protocolo de avaliação rápida como ferramenta de gestão de recursos hídricos urbanos

Ano: 2020 | Volume: 1 | Número: 2
Autores: A. C. Branco Jr., L. L. de Souza, T. M. Sampaio, A. K. S. R. Farias, K. H. F. Miranda, J. L. P. Neto, S. F. Rodrigues
Autor Correspondente: A. C. Branco Jr. | [email protected]

Palavras-chave: Diagnóstico ambiental, Monitoramento ambiental, Avaliação Ecológica Rápida, Mananciais hídricos

Resumos Cadastrados

Resumo Português:

A preservação e recuperação dos mananciais são objetivos básicos quanto aos recursos hídricos urbanos, sendo previstos nos planos de saneamento municipais e nos planos diretores. O presente trabalho tem por objetivo avaliar a aplicação de um Protocolo de Avaliação Rápida (PAR) em mananciais urbanos, realizado por pessoas sem formação técnica para análise da qualidade de água, e validá-lo como ferramenta de diagnóstico ambiental para o planejamento e monitoramento das ações de recuperação de áreas degradadas e manutenção dos recursos hídricos. Foram avaliados 25 trechos em 10 mananciais de 4 localidades do Pontal do Triângulo Mineiro por meio de um PAR modificado por Callisto et al. (2002). Os resultados obtidos revelaram que em 96,0% das situações experimentadas, não se verificou diferença significativa entre os resultados do PAR aplicado por pessoas leigas ou técnicas. Os resultados também permitiram não só o mapeamento de trechos de mananciais prioritários para ações de recuperação ambiental como também permitiu um ranking de cursos d´água prioritários em cada localidade estudada. Os resultados validaram o PAR aplicado como uma ferramenta útil para a gestão de recursos hídricos, especialmente para municípios de pequeno porte onde os recursos financeiros, logísticos e humanos são bastante reduzidos.



Resumo Inglês:

The maintenance and recovery of water source are basic objectives provided by municipal sanitation and master plans. The aim of the present work is to evaluate the application of a Rapid Assessment Protocol (RAP) in urban springs done by people without technical graduation on water quality analysis, as well as to validate the RAP as a tool for environmental diagnosis for planning and monitoring environmental recovery actions. Twenty-five stretches in ten water springs on four localities of the Pontal do Triangulo Mineiro were assessed. It was applied the PAR modified by Callisto et al. (2002). In 96% of the evaluated situations there was no significant difference between results of PAR applied by technical and non-technical personnel. Results allowed not only the mapping of which stretches of urban springs should be prioritized in environmental recovery actions, but also the ranking of water spring priority in each locality. Results validated the PAR as a tool for urban water management, especially in small cities where human, logistic and financial resources are scarce.