PERFIL EPIDEMIOLÓGICO DO PRÉ ATENDIMENTO AO PACIENTE QUEIMADO REALIZADO PELO SIATE DE CASCAVEL – PR NO PERÍODO DE AGOSTO 2017 A ABRIL DE 2019

FAG Journal of Health

Endereço:
Avenida das Torres - 500 - FAG
Cascavel / PR
85806095
Site: https://fjh.fag.edu.br
Telefone: (45) 3321-3900
ISSN: 2674-550X
Editor Chefe: Vagner Fagnani Linartevichi
Início Publicação: 16/04/2019
Periodicidade: Trimestral
Área de Estudo: Ciências da Saúde

PERFIL EPIDEMIOLÓGICO DO PRÉ ATENDIMENTO AO PACIENTE QUEIMADO REALIZADO PELO SIATE DE CASCAVEL – PR NO PERÍODO DE AGOSTO 2017 A ABRIL DE 2019

Ano: 2019 | Volume: 1 | Número: 3
Autores: Pedro De Mello Rego Lopes Bruna Cristina Parlow Hefle Luciana Osório Cavalli
Autor Correspondente: Luciana Osório Cavalli | [email protected]

Palavras-chave: Pré atendimento, Siate, Queimadura

Resumos Cadastrados

Resumo Português:

Introdução: A queimadura é uma das maiores causas de acidente doméstico. Devido a essa característica ainda é um dos principais fatores de investimento do governo em programas de alerta ao cuidado, tanto com fogo, quanto com eletricidade e outras causas de queimadura. Objetivo: O objetivo do trabalho é analisar os atendimentos primários à pacientes queimados realizados pelo SIATE de Cascavel – PR, durante o período de agosto de 2017 a abril de 2019 valendo-se de dados do SYSBM, programa utilizado pelo Corpo de Bombeiros de Cascavel – PR, através das fichas de pré atendimento. Métodos: Trata-se de um estudo longitudinal, descritivo e epidemiológico, com abordagem quantitativa, utilizando dados do Corpo de Bombeiros de Cascavel – PR. Foi realizado o levantamento de prontuários através do programa SYSBM utilizado pelo Corpo de Bombeiro de Cascavel – PR, os quais totalizaram 95 atendimentos no período de agosto de 2017 a abril de 2019. Esse período foi determinado por marcar o inicio da implantação do programa até o dia da coleta dos dados determinado pelo dia primeiro de maio de 2019, sendo avaliados: local do acidente, idade, sexo, tipo, grau de queimadura e percentual queimado dos pacientes. Resultados: Após análise inicial foi identificado que em 3 (três) casos os pacientes negaram o atendimento e em 1 (um) caso não houve lesão de queimadura, os quais foram excluídos da analise chegando a um total de 91 prontuários a serem analisados. Houve também 1 (um) óbito atestado, entrando para análise pois o pré atendimento foi realizado. Foi possível identificar o perfil do paciente queimado que recebeu pré atendimento através do SIATE de Cascavel – PR como um paciente do sexo masculino (58% dos casos), com média de idade de 32,8 anos. Os adultos somaram 75% dos atendimentos com a maior prevalência de idade entre 20 a 39 anos, uma faixa etária que reflete diretamente na população economicamente ativa da sociedade. A maioria dos atendimentos foram causados por acidentes térmicos (73%), com destaque para queimaduras por líquidos superaquecidos em 25% dos atendimentos. Outro dado relevante foi em relação aos dados de choque elétrico que somaram 24% dos atendimentos, porém na maioria dos casos não ocorreram queimaduras externas, mesmo assim fez-se necessário uma avaliação hospitalar. A grande maioria dos atendimentos (69%) ocorreram no ambiente doméstico, característica semelhante aos dados nacionais. As informações relacionadas ao grau, extensão, e área acometida pelas queimaduras não foram suficientes para estabelecer dados relevantes. Conclusão: Pelo fato do preenchimento incompleto da grande parte dos prontuários, não foi possível identificar qual o grau, extensão e área acometida pelas queimaduras são mais frequentes. Mesmo com as falhas, as informações colhidas são compatíveis com os dados em outras regiões do país. Conclui-se que esse tipo de estudo é de extrema importância para traçar o perfil do paciente queimado da região e poder intervir nos comportamentos e fatores de risco e no desenvolvimento de campanhas e politicas educacionais à população.