Paulina Chiziane: construção-desconstrução de Moçambique

Odisseia

Endereço:
Avenida Senador Salgado Filho, 3000 - Lagoa Nova
Natal / RN
59078-970
Site: http://www.periodicos.ufrn.br/odisseia/index
Telefone: (84) 3342-2220
ISSN: 1983-2435
Editor Chefe: Katia Aily F. de Camargo e Orison Marden Bandeira de Melo Júnior
Início Publicação: 31/07/2008
Periodicidade: Semestral
Área de Estudo: Letras, Área de Estudo: Linguística

Paulina Chiziane: construção-desconstrução de Moçambique

Ano: 2015 | Volume: 0 | Número: 14
Autores: Marinete Luzia Francisca de Souza, Paulo Geovane e Silva
Autor Correspondente: M. L. F. Souza, P. G. Silva | [email protected]

Palavras-chave: mulher, identidade, pós-colonialismo, nação

Resumos Cadastrados

Resumo Português:

A narrativa de Paulina Chiziane descreve o estatuto da mulher em uma sociedade africana patriarcal, a moçambicana. Analisamos, neste estudo, os romances Balada de Amor ao Vento (1990), Niketche, Uma História de Poligamia (2002) e O Alegre Canto da Perdiz (2008) identifiando como Paulina Chiziane veicula a perspectiva feminina no contexto da desconstrução-construção de Moçambique, ou seja, como as identidades femininas e nacionais se relacionam no contexto pós-colonial. Ambivalência e dialogia são duas das características principais.