Paternidade de Deus e mistério trinitário no ensino de Paulo VI e João Paulo II

Atualidade Teológica

Endereço:
Rua Marquês de São Vicente, 225 - Departamento de Teologia - PUC-Rio - Gávea
Rio de Janeiro / RJ
22451-900
Site: http://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/rev_ateo.php?strSecao=INDEX
Telefone: (21) 03527-1974
ISSN: 16763742
Editor Chefe: Maria Teresa de Freitas Cardoso
Início Publicação: 30/11/1997
Periodicidade: Quadrimestral
Área de Estudo: Teologia

Paternidade de Deus e mistério trinitário no ensino de Paulo VI e João Paulo II

Ano: 2016 | Volume: 20 | Número: 54
Autores: Marcial Maçaneiro
Autor Correspondente: M. Maçaneiro | [email protected]

Palavras-chave: Deus Pai, Trindade. Revelação, Espírito Santo, Salvação.

Resumos Cadastrados

Resumo Português:

Neste artigo, vem exposto o magistério de Paulo VI e João Paulo II sobre
a paternidade de Deus e sua relação com o mistério trinitário, considerando
as afi rmações explícitas de ambos sobre o tema. O recorte temático inclui
encíclicas, exortações apostólicas, catequeses e locuções. Com enfoque
sistemático, examinam-se os enunciados sobre Deus Pai (sua revelação e
seu sentido), esclarecendo também as conexões deste tema com o mistério
trinitário, nos dois pontífi ces. A análise qualitativa dos textos permite
ordenar os conteúdos do ponto de vista dogmático, bem como estabelecer
uma aproximação comparada entre os dois Papas, cujo magistério situa-se
no arco cronológico que vai do Concílio Vaticano II ao Grande Jubileu do
Ano 2000. Deus Pai desponta como mistério (na intimidade da vida trinitária)
e revelação (na economia da historia salutis), referido ao Filho-Verbo e ao
Espírito-Sopro. Tanto Paulo VI quanto João Paulo II ensinam à luz do mistério
trinitário, atentos à centralidade de Jesus na revelação do Deus Pai. Sob tal luz,
os dois Papas oferecem elementos relevantes para a compreensão teológica
do Filioque e para a universalidade da salvação, da qual o Pai é primus fons
(fonte primeira).



Resumo Inglês:

In this paper, Author presents the teaching of Paulo VI and John Paul II on
divine paternity and its relation with the mystery of the Holy Trinity, considering
the explicit affi rmation of two Pontiffs on the matter. The thematic research
includes encyclical letters, apostolic exhortations and messages. In a systematic
way, Author examines the Popes’ affi rmation on God the Father (His revelation
and meaning) and His ties with Trinitarian faith as well. The qualitative analysis
of the texts permits Author to explain the contents in a dogmatic perspective,
and to achieve a comparative approach of two Popes, whose teachings cover
the period from 2 Vatican Council to the 2000 Year Jubilee Celebration . God
the Father is presented by them as mystery (in the Trinitarian life of Deity) and
revelation (through the Historia Salutis), always referred to the Son-Word and to
the Spirit-Pneuma. Both Paulo VI and John Paul II teach in light of the mystery
of Holy Trinity, paying attention to the central role of Jesus in God’s revelation.
In such light, Paul VI and John Paul II offer some remarkable elements to
theological debate on Filioque and to the universal salvation plan, that has in
God the Father its primus fons (the very fi rst source).