Para além do bestializado: Diferentes interpretações acerca da (não) participação popular

Revista Hydra

Endereço:
Estrada do Caminho Velho, 333 - Pimentas, Guarulhos - SP
Guarulhos / SP
07252-312
Site: http://hydra.unifesp.br/
Telefone: (11) 5576-4848
ISSN: 2447-942X
Editor Chefe: Gabriela de Oliveira Nery Costa
Início Publicação: 29/02/2016
Periodicidade: Bimestral
Área de Estudo: História

Para além do bestializado: Diferentes interpretações acerca da (não) participação popular

Ano: 2016 | Volume: 1 | Número: 1
Autores: Flávia Bruna Ribeiro da Silva Braga
Autor Correspondente: BRAGA, Flávia Bruna Ribeiro da Silva | [email protected]

Palavras-chave: Bestializados, República, Povo

Resumos Cadastrados

Resumo Português:

O povo, na visão dos liberais exaltados e dos republicanos, configurava a parcela da população livre, trabalhadora, excluída do processo político do governo. Assim a República foi tida como o regime de governo que abarcava perfeitamente as aspirações e desejos desse povo, que viria a ser seu soberano. Entretanto, a história brasileira comumente analisa o período de propaganda republicana e, posteriormente, a Proclamação, como distantes do povo, este apático e indiferente aos destinos do país. Neste artigo analisaremos a construção historiográfica acerca desta suposta indiferença e como outras linhas de interpretação podem nos dar visões completamente diversas acerca do povo perante a República.



Resumo Inglês:

the People, in the radical liberals and republicans view, were the free poor and working class, excluded of government political process. As such, the republic was the regimen that perfectly comprehended the aspirations of the excluded, the people who would be its ruler. However, Brazilian history frequently analyses the republican advertisement as distanced from poor people, with the last being apathetic and indifferent to Brazil’s destiny. In this paper we will analyze the historical construction about this supposed indifference and how others lines of interpretation can give us completely different points of views about the Republic.