OS ESTUDOS CTS E A FILOSOFIA DA TECNOLOGIA DE ANDREW FEENBERG

Basilíade

Endereço:
Rua Carmelo Rangel - 1200 - Batel
Curitiba / PR
80440-050
Site: https://fasbam.edu.br/pesquisa/periodicos/index.php/basiliade
Telefone: (41) 3243-9800
ISSN: 2596-092X
Editor Chefe: Irineu Letenski
Início Publicação: 27/01/2019
Periodicidade: Semestral
Área de Estudo: Filosofia

OS ESTUDOS CTS E A FILOSOFIA DA TECNOLOGIA DE ANDREW FEENBERG

Ano: 2019 | Volume: 1 | Número: 2
Autores: Arilson Pereira do Vale
Autor Correspondente: A. P. do Vale | [email protected]

Palavras-chave: Estudos CTS, Filosofia da Tecnologia, Andrew Feenberg, Neutralidade da Ciência, Determinismo Tecnológico

Resumos Cadastrados

Resumo Português:

O propósito deste trabalho é apresentar suscintamente o que são os estudos CTS (Ciência, Tecnologia e Sociedade), campo de pesquisa dedicado, entre outras, à análise crítica e interdisciplinar da interação complexa entre ciência, tecnologia e sociedade, questionando a perspectiva que pressupõe uma relação linear entre os mesmos e, por conseguinte, questionando os mitos da neutralidade da ciência e o determinismo tecnológico. Igualmente apresentaremos proposições teóricas do filósofo Andrew Feenberg, em especial sua abordagem sobre a necessidade de “democratização da tecnologia”, pois, conforme Feenberg, a tecnologia é um fenômeno essencialmente social, o que nos possibilita pensar um modelo alternativo de racionalizar a sociedade em direção a formas caracterizadas pela democracia e não pelo controle autoritário.



Resumo Inglês:

The purpose of this work is to give a brief presentation of the CTS (Science, Technology and Society) studies, a field of research dedicated, among others, to the critical and interdisciplinary analysis of the complex interaction between science, technology and society, questioning the perspective that presupposes a linear relation between them and, therefore, questioning the myths of the neutrality of science and technological determinism. We will also present theoretical propositions of the philosopher Andrew Feenberg, especially his approach on the need for "democratization of technology", since, according to Feenberg, technology is an essentially social phenomenon, which allows us to think of an alternative model of rationalizing society towards to forms characterized by democracy and not by authoritarian control.