Os carroceiros do Recife (1870-1890): organização, insubordinação e relações de poder

Mundos do Trabalho

Endereço:
Programa de Pós-Graduação em História – CFH, Campus Universitário – UFSC, Bairro Trindade
Florianópolis / SC
88040-970
Site: http://periodicos.ufsc.br/index.php/mundosdotrabalho/index
Telefone: (48) 3721-9359
ISSN: 19849222
Editor Chefe: Aldrin A. S. Castellucci
Início Publicação: 31/05/2009
Periodicidade: Anual
Área de Estudo: História

Os carroceiros do Recife (1870-1890): organização, insubordinação e relações de poder

Ano: 2020 | Volume: 12 | Número: Não se aplica
Autores: Alessandro Filipe de Meneses Gomes
Autor Correspondente: Alessandro Filipe de Meneses Gomes | [email protected]

Palavras-chave: Transporte de cargas, Carroceiros, Locomotora Pernambucana

Resumos Cadastrados

Resumo Português:

O presente artigo analisa as disputas entre os carroceiros e a empresa Locomotora Pernambucana pelo transporte de cargas no Recife. Inicialmente apresenta os diferentes meios pelos quais uma mercadoria chegava à capital da província, e como se dava o seu deslocamento na área compreendida entre o cais do porto, as estações ferroviárias e as casas comerciais em geral. Em seguida, trata do fim do exclusivismo dos carroceiros na condução de carregamentos com o surgimento da Locomotora. Foi quando as carroças tradicionais passaram a concorrer com linhas de carris puxados por animais. O foco central deste texto é a rivalidade entre grupos tecnicamente distintos pelo controle de um segmento econômico específico na segunda metade do século XIX.



Resumo Inglês:

The following article analyzes the disputes among the carters and the Locomotora Pernambucana Company for cargo transportation in Recife. At first it introduces the different means by which a commodity approached the capital of the province, and how the same was displaced in the territory between the harbour area, the railway stations and the commercial houses in general. Afterward, it refers to the end of the carters exclusivism in driving loads with the Locomotora advent. That was the period when the traditional carts started competing with animal-drawn rails. The main point of this study is the rivalry among distinct groups of an economic segment during the second half of the nineteenth century.