O SENTIDO DE FILOSOFIA NO AGOSTINHO DE CASSICÍACO

Basilíade

Endereço:
Rua Carmelo Rangel - 1200 - Batel
Curitiba / PR
80440-050
Site: https://fasbam.edu.br/pesquisa/periodicos/index.php/basiliade
Telefone: (41) 3243-9800
ISSN: 2596-092X
Editor Chefe: Irineu Letenski
Início Publicação: 27/01/2019
Periodicidade: Semestral
Área de Estudo: Filosofia

O SENTIDO DE FILOSOFIA NO AGOSTINHO DE CASSICÍACO

Ano: 2021 | Volume: 3 | Número: 5
Autores: Émilien Vilas Boas Reis
Autor Correspondente: É. V. B. Reis | [email protected]

Palavras-chave: Santo Agostinho, filosofia, felicidade, Deus, Cassicíaco

Resumos Cadastrados

Resumo Português:

Este artigo trata do entendimento de Agostinho a respeito da filosofia, sua finalidade e sentido, após sua conversão ao cristianismo em 386. O texto contextualiza sua adesão à filosofia, a partir da leitura do Hortensius, de Cícero, e de como ele reinterpretará a filosofia à luz do cristianismo. Para tanto, serão utilizadas como referências as obras Contra Academicose De Beata Vita, diálogos escritos em Cassicíaco antes do seu batismo, em abril de 387. O artigo tenciona mostrar como Agostinho parte de um arcabouço intelectual do pensamento antigo para ir além dele através de sua adesão ao cristianismo; assim, ele faz com que a filosofia seja pensada como filosofia cristã. A pesquisa tem metodologia qualitativa a partir deuma análise bibliográfica de textos agostinianos, bem como do uso de bibliografia secundária.



Resumo Inglês:

This paper is about Augustine’s understanding of philosophy, its purpose and meaning, after his conversion to Christianity in 386. The text contextualizes his adherence to philosophy, from the reading of Cicero’s Hortensius, and how he will reinterpret the philosophy in the light of Christianity. For this purpose, the works Contra Academicosand De Beata Vita, dialogues written in Cassiciaco before his baptism, in April 387, will be used as references. The paper intends to show how Augustine starts from the ideas of ancient thought and how he goes beyond it through his adherence to Christianity. Thus, heturns philosophy into Christian philosophy. The research has a qualitative methodology, based on a bibliographic analysis of Augustinian texts, as well as the use of secondary bibliography.