O Senhor evoca o passado para reiterar o presente e anunciar o futuro: a retórica da configuração literária do discurso do SENHOR no Sinai (Ex 19,4-6a)

Pesquisas em Teologia

Endereço:
Rua Marquês de São Vicente - 225 - Gávea
Rio de Janeiro / RJ
22451900
Site: http://periodicos.puc-rio.br/index.php/pesquisasemteologia/index
Telefone: (21) 3527-1974
ISSN: 2595-9409
Editor Chefe: Prof. Dr. Abimar Oliveira de Moraes
Início Publicação: 05/12/2018
Periodicidade: Semestral
Área de Estudo: Teologia

O Senhor evoca o passado para reiterar o presente e anunciar o futuro: a retórica da configuração literária do discurso do SENHOR no Sinai (Ex 19,4-6a)

Ano: 2020 | Volume: 3 | Número: 6
Autores: Petterson Brey
Autor Correspondente: P. Brey | [email protected]

Palavras-chave: Exegese bíblica, Análise narrativa, Êxodo, Discurso narrativo, Bíblia Hebraica

Resumos Cadastrados

Resumo Português:

Em perspectiva da índole literária das narrativas do Pentateuco, propõem-se, por meio desse sintético exercício empírico, uma análise acerca das feições artísticas dos textos da Bíblia Hebraica em contribuição ao campo da exegese bíblica contemporânea. Desde os tempos das antigas traduções, os estudos de intepretação das Sagradas Escrituras têm se dedicado a prover, tanto aos tradutores como aos ouvintes-leitores, acesso à sabedoria que emana do mundo narrado pelas tradições literárias ancestrais do povo de Deus. Destarte, os recentes avanços no âmbito dos estudos bíblicos, sobretudo as contribuições feitas pela análise narrativa, têm se demonstrado inovadores no que tange à compreensão da retórica que configura o discurso narrativo das histórias fundantes da fé judaico-cristã. A pequena unidade literária que abriga o primeiro discurso direto do Senhor no monte Sinai (Ex 19,4-6a), portanto, constitui-se como uma representação de como o narrador, ao emprestar sua voz ao personagem protagonista, pragmaticamente aproxima seu narratário das camadas de significado mais profundas da história narrada. A estratégia discursiva, por conseguinte, em que o discursista evoca o passado para reiterar o presente e anunciar o futuro, é constituinte daquilo que aqui se pretende demonstrar permeando a sintaxe e o tecido verbal das palavras do Senhor ao seu povo.



Resumo Inglês:

From the perspective of the literary nature of the Pentateuch narratives, through this synthetic empirical exercise, an analysis of the artistic features of the texts of the Hebrew Bible in contribution to the field of contemporary biblical exegesis is proposed. Since the times of ancient translations, studies of the interpretation of the Sacred Scriptures have been dedicated to providing, both to translators and to listeners-readers, access to the wisdom that emanates from the world narrated by the ancestral literary traditions of the people of God. Thus, recent advances in the field of biblical studies, especially the contributions made by the narrative analysis, have proved to be innovative interms of understanding the rhetoric that shapes the narrative discourse of the founding stories of the Judeo-Christian faith. The small literary unit that housesthe Lord’s first direct speech on Mount Sinai (Ex 19,4-6a), therefore, constitutes itself as a representation of how the narrator, in lending his voice tothe protagonist character, pragmatically brings his narrator closer to the deeper layers of meaning in the narrated story. The discursive strategy, therefore, in which the discursist evokes the past to reiterate the present and announce the future, is a con stituent of what is intended here to demonstrate permeating the syntax and verbal fabric of the Lord’s words to his people.