O #OcupeEstelita e a nova agenda política do Recife

Passagens

Endereço:
Avenida Mister Hull, s/n, Campus do Pici Instituto de Cultura e Arte - Pici
Fortaleza / CE
60440900
Site: http://periodicos.ufc.br/passagens
Telefone: (85) 3366-9224
ISSN: 2179-9938
Editor Chefe: Maria Érica de Oliveira Lima
Início Publicação: 30/11/2010
Periodicidade: Semestral
Área de Estudo: Comunicação

O #OcupeEstelita e a nova agenda política do Recife

Ano: 2015 | Volume: 6 | Número: 2
Autores: Christianne Alcântara, Sheila Borges
Autor Correspondente: C. Alcântara, S. Borges | [email protected]

Palavras-chave: comunicação, representação, redes sociais.

Resumos Cadastrados

Resumo Português:

O Movimento #OcupeEstelita é uma iniciativa que tem provocado um debate, na cidade do Recife, quanto à ocupação do espaço urbano. Independentemente de apoiar ou contestar o movimento,os recifenses têm refletido sobre que cidade desejam para viver. À luz desse debate, o Poder Público, a imprensa e os cidadãos têm se posicionado explicita ou implicitamente sobre a reflexão proposta pelo movimento. Este artigo pretende contribuir para uma análise acerca da representação e o ativismo via redes sociais, a partir do caso do fechamento da Câmara de Vereadores do Recife, que impediu os manifestantes do #OcupeEstelita de presenciarem a votação que aprovou o Projeto Novo Recife. A proposta vai de encontro ao que os integrantes defendem: a revogação desse projeto que prevê a construção de 13 edifícios em uma área histórica e central da cidade, o Cais José Estelita.