As novas comunidades na pluralidade missionária da nova paróquia

Atualidade Teológica

Endereço:
Rua Marquês de São Vicente, 225 - Departamento de Teologia - PUC-Rio - Gávea
Rio de Janeiro / RJ
22451-900
Site: http://www.maxwell.vrac.puc-rio.br/rev_ateo.php?strSecao=INDEX
Telefone: (21) 03527-1974
ISSN: 16763742
Editor Chefe: Maria Teresa de Freitas Cardoso
Início Publicação: 30/11/1997
Periodicidade: Quadrimestral
Área de Estudo: Teologia

As novas comunidades na pluralidade missionária da nova paróquia

Ano: 2015 | Volume: 19 | Número: 51
Autores: Denilson Geraldo, Rodrigo Fernando Alves
Autor Correspondente: D. Geraldo, R. F. Alves | [email protected]

Palavras-chave: Nova Paróquia, Novas comunidades, Novos movimentos eclesiais, Missão.

Resumos Cadastrados

Resumo Português:

O século XX, marcado pelo Concílio Vaticano II, trouxe um fl orescimento
da pastoral da Igreja e da ação evangelizadora. As Novas Comunidades (NC)
e os Novos Movimentos Eclesiais (NME) irromperam como força da presença
dos leigos para a transformação do mundo e a renovação da Igreja. Nesses fenô-
menos, os batizados se unem em associações de fi éis, vivendo um determinado
carisma do Espírito em comunidades orantes e fraternas. Da mesma forma, a
paróquia reafi rma-se como instituição fundamental para a presença eclesial,
buscando ser uma Nova Paróquia a partir da opção pela dimensão comunitária e
a missão urbana – ser uma Igreja “em saída” nas palavras do Papa Francisco. O
grande desafi o parece ser integrar as Novas Comunidades nas atividades missionárias
da Nova Paróquia, numa integração que se refere tanto à participação
efetiva em Conselhos, ao bom relacionamento que aproveita as virtudes mútuas
e à contemplação das NC nos planos de pastoral.



Resumo Inglês:

The twentieth century marked by the Second Vatican Council brought
a fl owering of pastoral of the Church and evangelization. New Communities (NC) and the New Ecclesial Movements (NEM) broke out as a force of the
presence of the laity to transform the world and the renewal of the Church. In
these phenomena, the lay faithful are united in associations, living a certain
charisma of the Spirit in prayerful and fraternal communities. Similarly, the
parish is reaffi rmed as a fundamental institution for the ecclesial presence,
seeking to be a New Parish from the choice of the Community dimension and
the urban mission - to be a Church “in output” in the words of Pope Francis.
The challenge seems to be to integrate the new communities in the missionary
activities of the New Parish, an integration that refers both to effective participation
in councils, the good relationship that leverages the mutual virtues and
contemplation of the NC in the pastoral plans.