N[ɛ]blina ou N[i]blina? Alteamento e abaixamento da pretônica /E/ na Bahia, Ceará e Paraíba – a atuação dos fatores sociais

Revista Linguística Rio

Endereço:
Av. Horácio Macedo, s/n, Faculade de Letras – UFRJ, sala F321,Cidade Universitária
Rio de Janeiro / RJ
21941-598
Site: http://www.linguisticario.letras.ufrj.br
Telefone: (21) 3938-9710
ISSN: 2358-6826
Editor Chefe: Nathacia Lucena Ribeiro / Thiago Oliveira da Motta Sampaio
Início Publicação: 31/08/2014
Periodicidade: Semestral
Área de Estudo: Linguística

N[ɛ]blina ou N[i]blina? Alteamento e abaixamento da pretônica /E/ na Bahia, Ceará e Paraíba – a atuação dos fatores sociais

Ano: 2018 | Volume: 4 | Número: 1
Autores: Aluiza Alves de Araújo, Patrícia Jéssica Rocha Silva, Rakel Beserra de Macêdo Viana
Autor Correspondente: Aluiza Alves de Araújo | [email protected]

Palavras-chave: vogal média pretônica /E/, sociolinguística variacionista, atlas prévio dos falares baianos – APFB, atlas linguístico do estado do Ceará – ALECE, atlas linguístico da Paraíba – ALPB

Resumos Cadastrados

Resumo Português:

Sob a perspectiva da Sociolinguística Variacionista, o presente artigo tem como objetivo analisar a variação da vogal média pretônica /E/, observando as variantes vocálicas média baixa [ɛ], média alta [e] e alta [i] nos dados do Atlas Prévio dos Falares Baianos (ROSSI; ISENSÉE; FERREIRA, 1963), do Atlas Linguístico do Estado do Ceará (BESSA, 2010a, 2010b) e do Atlas Linguístico da Paraíba (ARAGÃO; MENEZES, 1984). Foram observados os condicionadores sociais sexo (masculino e feminino), faixa etária (faixa 1 – 20 a 60; faixa 2 – acima de 60 anos), escolaridade (alfabetizados e não alfabetizados) e localidade (Bahia, Ceará e Paraíba). Para isso, coletamos, codificamos e submetemos os dados à análise estatística do programa Goldvarb X. Os resultados obtidos indicam que o fator mais relevante para a variação foi o condicionador social localidade, apresentando uma predominância da realização da vogal alta [i] e da vogal aberta [ɛ] em relação à vogal fechada [e], indicando que o estado do Ceará apresenta maior incidência dessas realizações.



Resumo Inglês:

From the perspective of Variationist Sociolinguistics, the present article aims to analyze the variation of the pretonic mid vowel /E/, observing as mid low [ɛ], mid high [e] and high [i] vowel variants in the data the Atlas Prévio dos Falares Baianos (ROSSI; ISENSÉE; FERREIRA, 1963), Atlas Linguístico da Paraíba (ARAGÃO, MENEZES, 1984) and the Linguistic Atlas of the State of Ceará (BESSA, 2010a, 2010b). The linguistic conditioners (male and female), age group (range 1 - 20 to 60, range 2 - above 60 years), education (literate and illiterate) and locality (Bahia, Ceará and Paraíba) were observed. For this reason, we collected, coded and submitted the data to the statistical analysis of the Goldvarb X program. The results indicate that the most relevant factor for a variation was the locality, presenting a predominance of the performance of the high vowel [i] and the open vowel [ɛ] in relation to the closed vowel [e], indicating the state of Ceará presents a higher incidence of the realizations