NÍVEL DE ATIVIDADE FÍSICA DE FISIOTERAPEUTAS DE UM HOSPITAL PÚBLICO

Arquivos de Ciências da Saúde da Unipar

Endereço:
Praça Mascarenha de Moraes, 4282 - UNIPAR - Zona III
Umuarama / PR
87502210
Site: http://revistas.unipar.br/saude
Telefone: (44) 3621-2812
ISSN: 1982-114X
Editor Chefe: Giuliana Zardeto
Início Publicação: 31/01/1997
Periodicidade: Quadrimestral
Área de Estudo: Ciências da Saúde

NÍVEL DE ATIVIDADE FÍSICA DE FISIOTERAPEUTAS DE UM HOSPITAL PÚBLICO

Ano: 2022 | Volume: 26 | Número: 2
Autores: OLIVEIRA, M. R.; ABREU, L. A. de; SILVEIRA, L. C.; CORRÊA, K. de S.
Autor Correspondente: CORRÊA, K. de S. | [email protected]

Palavras-chave: Fisioterapeuta. Atividade física. Sedentarismo. Physical therapist. Physical activity. Sedentary lifestyle.

Resumos Cadastrados

Resumo Português:

Objetivo: avaliar o nível de atividade física dos fisioterapeutas e identificar o perfil socioeconômico desses profissionais de um hospital público de grande porte em Goiânia. Métodos: Trata-se de um estudo observacional, transversal e quantitativo realizado de abril a agosto de 2020. Foram incluídos fisioterapeutas de ambos os sexos, contratados há no mínimo seis meses, e que assinaram o termo de consentimento livre e esclarecido. Excluídos da pesquisa aqueles em férias ou licença médica no período da coleta de dados. Para avaliar o nível de atividade física utilizou-se o Questionário Internacional de Atividade Física (IPAQ), e um questionário para conhecer o perfil socioeconômico desses profissionais. As variáveis contínuas foram apresentadas como média e desvio padrão, enquanto as categóricas, em frequência absoluta e relativa. Resultados: Grande parte dos indivíduos é do sexo feminino (73,5%) com maior prevalência de inativos (76%), sendo que (49,9%) cumprem carga horária maior que 30 horas semanais. Do total da amostra (61,8%) tem pelo menos especialização na sua formação profissional. Conclusão: Os fisioterapeutas do serviço público apresentam o nível de atividade física reduzido, com maior proporção classificados como inativos, segundo a OMS.



Resumo Inglês:

Purpose: evaluate the level of physical activity of physical therapists and identify the socioeconomic profile of these professionals in a large public hospital in Goiânia. Methods: This is an observational, cross-sectional and quantitative study carried out from April to August 2020. Physical therapists of both sexes, hired for at least six months, and who signed a free and informed consent form, were included. The research excluded those on vacation or sick leave during the data collection period. In order to assess the level of physical activity, the International Physical Activity Questionnaire (IPAQ) was used, as well as a questionnaire to learn about the socioeconomic profile of these professionals. Continuous variables were presented as mean and standard deviation, while categorical variables were in absolute and relative frequency. Results: Most of the individuals are female (73.5%) with a higher prevalence of inactive people (76%), and (49.9%) working more than 30 hours per week. From the total sample, 61.8% were at least specialists in their areas. Conclusion: Public service physical therapists have a reduced level of physical activity, with a greater proportion being classified as inactive, according to WHO.