NÍVEL COGNITIVO REQUERIDO NOS EXAMES DE SUFICIÊNCIA DO CFC NA PERSPECTIVA DA TAXONOMIA DE BLOOM

Revista Mineira de Contabilidade

Endereço:
Rua Cláudio Manoel - 639 - Savassi
Belo Horizonte / MG
30140-105
Site: http://revista.crcmg.org.br
Telefone: (31) 3269-8413
ISSN: 2446-9114
Editor Chefe: Profª. Dra. Nálbia de Araújo Santos
Início Publicação: 16/10/2000
Periodicidade: Quadrimestral
Área de Estudo: Ciências Sociais Aplicadas, Área de Estudo: Ciências Contábeis

NÍVEL COGNITIVO REQUERIDO NOS EXAMES DE SUFICIÊNCIA DO CFC NA PERSPECTIVA DA TAXONOMIA DE BLOOM

Ano: 2019 | Volume: 20 | Número: Especial
Autores: Isabela Gomes Bernardes, Denise Mendes da Silva
Autor Correspondente: Isabela Gomes Bernardes | [email protected]

Palavras-chave: exame de suficiência em contabilidade, nível cognitivo, taxonomia de bloom

Resumos Cadastrados

Resumo Português:

Este estudo teve como objetivo avaliar o nível cognitivo das questões de Contabilidade do Exame de Suficiência do Conselho Federal de Contabilidade (CFC), no período de 2014 a 2016, de acordo com a Taxonomia de Bloom. Para isso, foi realizada a análise do conteúdo das provas do Exame de Suficiência, desde a primeira edição de 2014 até a segunda edição de 2016, e consideradas as questões especificamente relacionadas à Contabilidade. Adicionalmente, foi feita uma comparação entre o nível cognitivo das questões e os resultados obtidos nos exames aplicados no período (aprovações e reprovações). A principal contribuição do estudo é permitir analisar se a redução do número de aprovados no Exame de Suficiência pode estar relacionada com um aumento do nível de complexidade das questões, com base na Taxonomia de Bloom. Os resultados mostraram que o número de questões classificadas no menor nível cognitivo de todas as edições analisadas foi inferior ao número de questões classificadas no maior nível cognitivo, exceto na primeira edição de 2015, o que pode ser um indício para os altos índices de reprovação no exame. Em outras palavras, existe a possibilidade de os índices de reprovação estarem crescendo devido ao aumento da exigência de maior nível cognitivo nas questões. Nesse sentido, pode ser que os cursos de graduação em Ciências Contábeis não estejam privilegiando os objetivos educacionais, notadamente, aqueles que proporcionam atingir níveis cognitivos mais elevados.



Resumo Inglês:

The aim of this study was to evaluate the cognitive level of the questions of Accounting of the Sufficiency Exam of the Federal Accounting Council, from 2014 to 2016, according to the Bloom's Taxonomy. For this purpose, the content of the tests of the Sufficiency Exam was analyzed, from the first edition of 2014 until the second edition of 2016, and considering the questions specifically related to Accounting. In addition, a comparison was made between the cognitive level of the questions and the results obtained in the examinations applied in that period (approvals and disapprovals). The main contribution of this study is to allow the analysis of whether the reduction in the number of approved subjects in the Sufficiency Exam can be related to an increase in the level of complexity of the questions, based on the Bloom's Taxonomy. The results showed that the number of questions classified in the lowest cognitive level of all analyzed editions was lower than the number of questions classified at the highest cognitive level, except in the first edition of 2015, which may be an indication for the high failure rates in the exam. In other words, there is a possibility that failure rates are increasing due to the increased demand for higher cognitive questions. In this sense, it may be that undergraduate courses in Accounting Sciences are not privileging educational objectives, especially those that provide higher cognitive levels.