MORTALIDADE POR ACIDENTES DE TRÂNSITO EM CAPITAL DO NORDESTE BRASILEIRO, 2010-2014

Revista Ciência Plural

Endereço:
Av. Senador Salgado Filho 1787, Lagoa Nova
Natal / RN
59056-000
Site: http://www.periodicos.ufrn.br/rcp
Telefone: (84) 3442-2338
ISSN: 2446-7286
Editor Chefe: Iris do Céu Clara Costa
Início Publicação: 31/12/2014
Periodicidade: Quadrimestral
Área de Estudo: Saúde coletiva

MORTALIDADE POR ACIDENTES DE TRÂNSITO EM CAPITAL DO NORDESTE BRASILEIRO, 2010-2014

Ano: 2017 | Volume: 3 | Número: 2
Autores: Denise Guerra Wingerter
Autor Correspondente: Denise Guerra Wingerter | [email protected]

Palavras-chave: Acidentes, Tráfego; Saúde pública; Epidemiologia; Mortalidade; Sistemas de informação; Acidentes de trânsito; Estudo de observação;

Resumos Cadastrados

Resumo Português:

Introdução: Acidentes de trânsito representam grave problema de saúde e são considerados evitáveis em sua totalidade. O Brasil ocupa o terceiro lugar internacional em número de mortes no trânsito. Objetivo: Apresentar o perfil desta mortalidade na capital do Rio Grande do Norte. Metodologia: Pesquisa observacional com dados do Sistema de Informações sobre Mortalidade, ocorridos no município de Natal/RN entre 2010-2014. Resultados: Maior parte dos óbitos são do sexo masculino (82%) solteiros (53%), de cor preta (73%) abaixo de 39 anos (44%), em finais de semana (47%) período noturno (31%) e ocupantes de motos (30%). Escolaridade, ocupação e especificação do veículo indicam preenchimento deficiente da Declaração de Óbito. Taxa de mortalidade decresceu no período de 4,85 para 2,90 óbitos/100.000habitantes, queda de 40%, porém a taxa entre motociclistas aumentou 31%. Conclusões: Necessidade de políticas voltadas para um público-alvo específico e necessidade de capacitação para o preenchimento correto dos dados.



Resumo Inglês:

Introduction: Traffic accidents represent a serious health problem and are considered avoidable in their totality. Brazil ranks third in international traffic fatalities. Objective: To present the profile of this mortality in the capital of Rio Grande do Norte. Methodology: Observational research with data from the Brazilian Mortality Information System, occurring at the city of Natal/RN between 2010-2014. Results: Most of the deaths was from male (82%), single (53%), black (73%) below 39 years (44%), at weekends (47%) night time (31%) and occupants of motorcycles (30%). Schooling, occupancy and vehicle specification, indicate insufficient completion of the Death Certificate. Mortality rate decreased in the period from 4.85 to 2.90 deaths/100,000 inhabitants, down 40%, but the rate among motorcyclists increased by 31%. Conclusions: The need for policies aimed at a specific target audience and the need for training to fill the Death Certificate data correctly.