Mercados garantidos, mercados a ampliar e horizontes desconsiderados: estudo de uma cena musical periférica a partir das tensões expressas por seus públicos no Facebook

Passagens

Endereço:
Avenida Mister Hull, s/n, Campus do Pici Instituto de Cultura e Arte - Pici
Fortaleza / CE
60440900
Site: http://periodicos.ufc.br/passagens
Telefone: (85) 3366-9224
ISSN: 2179-9938
Editor Chefe: Maria Érica de Oliveira Lima
Início Publicação: 30/11/2010
Periodicidade: Semestral
Área de Estudo: Comunicação

Mercados garantidos, mercados a ampliar e horizontes desconsiderados: estudo de uma cena musical periférica a partir das tensões expressas por seus públicos no Facebook

Ano: 2020 | Volume: 11 | Número: 2
Autores: Ledson de Oliveira Chagas
Autor Correspondente: Ledson de Oliveira Chagas | [email protected]

Palavras-chave: Cenas musicais, juventude, periferia, letras com conteúdo sexual, feedback

Resumos Cadastrados

Resumo Português:

Este artigo apresenta uma análise e interpretação de comentários do público de uma banda de pagode baiano que afirmou sua intenção de não mais cantar letras com conteúdo “obsceno”. Em um total de 615 comentários sobre essa postagem no Facebook, este trabalho identificou dois blocos de posicionamentos, cada qual baseado em uma série de argumentos, dentre os quais são abordados aqui as subcategorias relacionadas aos horizontes mercantis da banda. Quais tensões e pressões presentes nas dinâmicas constitutivas dessa cena musical podem ser observadas a partir desses comentários? O que eles indicam, também, sobre a estrutura social a partir da qual essas frações de público se configuram? Este artigo busca contribuir para a consolidação da área de estudos sobre cenas e gêneros musicais juvenis periféricos e sobre os questionamentos acerca de possíveis efeitos do consumo dessa produção.



Resumo Inglês:

This article presents an analysis and interpretation of facebook comments expressed by the audience of a pagode baiano’s band who stated their intention to no longer sing lyrics with “obscene” content. In a total of 615 comments on this post, this paper has identified two positioning blocks, each based on a series of arguments, in which this study analyzes the subcategories related to the band's market horizons. What tensions and pressures present in the constitutive dynamics of this music scene can be observed from these comments? What do they also indicate about the social structure from which these audience fractions are configured? This article seeks to contribute to the consolidation of the study area about peripheral youth music scenes and genres and the questions concerning the possible effects of this consumption.