MENINGITE BACTERIANA: UMA REVISÃO

Arquivos de Ciências da Saúde da Unipar

Endereço:
Praça Mascarenha de Moraes, 4282 - UNIPAR - Zona III
Umuarama / PR
87502210
Site: http://revistas.unipar.br/saude
Telefone: (44) 3621-2812
ISSN: 1982-114X
Editor Chefe: Giuliana Zardeto
Início Publicação: 31/01/1997
Periodicidade: Quadrimestral
Área de Estudo: Ciências da Saúde

MENINGITE BACTERIANA: UMA REVISÃO

Ano: 2022 | Volume: 26 | Número: 2
Autores: BATISTA, L. F.; BARBOSA, S. M.; DIAS, F. M.
Autor Correspondente: DIAS, F. M. | [email protected]

Palavras-chave: Síndrome, Pneumococo, Meningococo, Syndrome, Pneumococcus, Meningococcus

Resumos Cadastrados

Resumo Português:

A meningite bacteriana é uma inflamação das leptomeninges que envolvem o Sistema Nervoso Central. Essa patologia, que possui diversos agentes etiológicos, apresenta-se na forma de síndrome, com quadro clínico grave. Entre as principais bactérias que causam a meningite, estão a Neisseria meningitis e Streptococcus pneumoniae. A transmissão ocorre através das vias aéreas por meio de gotículas, sendo a corrente sanguínea a principal rota para as bactérias chegarem à barreira hematoencefálica e, a partir dessa, até as meninges. Atualmente existem vários métodos de diagnóstico precisos, onde a cultura de líquido cefalorraquidiano (LCR) é o método padrão ouro. Ademais, a melhora na qualidade do tratamento com beta-lactâmicos e a maior possibilidade de prevenção, devido à elevação do número e da eficácia de vacinas, vem contribuindo para redução dos casos da doença e de sua gravidade. Porém, apesar desses avanços, ainda há um elevado número de mortalidades e sequelas causadas por essa síndrome.



Resumo Inglês:

Bacterial meningitis is an inflammation of the leptomeninges that surround the Central Nervous System. This pathology, which has several etiological agents, is presented as a syndrome with a severe clinical scenario. The main bacteria causing meningitis include Neisseria meningitis and Streptococcus pneumoniae. It can be transmitted by droplets through the airways, with the bacteria using the bloodstream as the main route to reach the blood-brain barrier, and from there to the meninges. There are currently several accurate diagnostic methods, with CSF culture being the gold standard. In addition, the improvement in the quality of beta-lactam treatment and the greater possibility of prevention due to the increased number and effectiveness of vaccines have contributed to reducing the number of cases and severity of the disease. Nevertheless, despite these advances, this syndrome still presents a high number of mortalities and sequelae.