Letramento e recitação na Roma Imperial

Codex

Endereço:
Universidade Federal do Rio de Janeiro Faculdade de Letras - Av. Horácio Macedo, 2151/F326 Cidade Universitária
Rio de Janeiro / RJ
21941917
Site: https://revistas.ufrj.br/index.php/CODEX/index
Telefone: (21)2598-9716
ISSN: 21761779
Editor Chefe: Beatriz de Paoli
Início Publicação: 30/06/2009
Periodicidade: Semestral
Área de Estudo: Letras

Letramento e recitação na Roma Imperial

Ano: 2010 | Volume: 2 | Número: 2
Autores: Letícia Fantin Vescovi
Autor Correspondente: Letícia Fantin Vescovi | [email protected]

Palavras-chave: recitação, oralidade, letramento, história da leitura, império romano

Resumos Cadastrados

Resumo Português:

Atualmente, o paradigma de leitura é a prática individual e silenciosa. Entretanto, longe de ser o único modelo possível, não era nem mesmo a principal forma de leitura na Antiguidade. O texto não existe fora de uma materialidade que, se no paradigma atual é um objeto impresso, foi, durante muito tempo, uma forma de transmissão ligada às práticas da oralidade. No mundo romano, a principal forma de circulação do texto literário era a recitação, que ocorria sob diversas formas: recitações privadas ou públicas, concursos literários em que o texto era julgado a partir de uma leitura em voz alta, e mesmo a recitação quando da própria composição do texto. Procuramos, então, resgatar as práticas de leitura da sociedade romana através dos textos poéticos legados por ela e conhecer seus protocolos de leitura no momento em que a cultura escrita alcançou sua máxima expansão, os séculos I e II d.C.



Resumo Inglês:

In our modern societies, the paradigm of reading is individual and silent. However, far from being the only one possible, this wasn’t even the main form of reading in the Ancient times. The text doesn’t exist outside its materiality, and, if the current standard is the printed object, it was, for a long time, a form of transmission connected to practices of orality. In the Roman world, the main form of circulation of the literary text was the recitation, which happened in various ways: public or private recitations, literary contests where the text was judged from an oral performance, and even recitation when the text was been produced. We aim at observing the reading practices of the Roman society through poetic texts and at getting to know the reading protocols of that society at the moment when the maximum expansion of the written culture is achieved, i.e., the first and second centuries AD.