As juventudes como esperança eclesiológica: de Medellín a Santo Domingo

Pesquisas em Teologia

Endereço:
Rua Marquês de São Vicente - 225 - Gávea
Rio de Janeiro / RJ
22451900
Site: http://periodicos.puc-rio.br/index.php/pesquisasemteologia/index
Telefone: (21) 3527-1974
ISSN: 2595-9409
Editor Chefe: Prof. Dr. Abimar Oliveira de Moraes
Início Publicação: 05/12/2018
Periodicidade: Semestral
Área de Estudo: Teologia

As juventudes como esperança eclesiológica: de Medellín a Santo Domingo

Ano: 2020 | Volume: 3 | Número: 5
Autores: Gislene Danielski
Autor Correspondente: G. Danielski | [email protected]

Palavras-chave: Jovens, Esperança, Medellín, Puebla, Santo Domingo

Resumos Cadastrados

Resumo Português:

Conforme constata o documento final do Sínodo dos Jovens: “Os jovens, a fé e o discernimento vocacional”, a Igreja experimenta em nossos tempos a necessidade de repensar sua maneira de transmitir a fé às novas gerações. J. Moing nos diz que essa dificuldade é concreta e precisa ser superada, pois “a única tarefa que importa é deixar passar o Reino de Deus empurrado para frente pelo sopro do Evangelho”. Esse quadro preocupa a Igreja desde tempos anteriores, como poderemos perceber se recorrermos a textos de Paulo VI, como por exemplo, a Exortação Apostólica Evangelii Nutiandi, ou mesmo a Encíclica Redemptoris Missio de João Paulo II, dentre outros documentos do Magistério. Veremos neste artigo que também as conferências episcopais latino-americanas, posteriores ao Concílio Vaticano II, trouxeram os jovens para as suas discussões. O intuito central é mostrar como, através dos documentos de Medellín, Puebla e Santo Domingo, os jovens foram apontados como esperança da Igreja pós-conciliar e também como desafio para a evangelização.



Resumo Inglês:

According to the final document of the Youth Synod states: “Young people, faith and vocational discernment”, the Church experiences in our times the need to rethink the way we transmit faith to the new generations. J. Moing tells us that this difficulty is concrete and needs to be overcome because “the  only task that  matters is to let the Kingdom  of God pass by the breath of the Gospel”. This has been a matter of concern to the Church since ancient times, as we  can  see  from  the  texts  of  Paul  VI,  such  as  the Apostolic   Exhortation Evangelii Nutiandi , or even the Encyclical Redemptoris Missio of John Paul II, among other documents of the Magisterium. We will see in this article that also the Latin  American  episcopal conferences, subsequent to the Second  Vatican Council, have brought young people to their discussions. The central aim is to show how, through the documents of Medellín, Puebla and Santo Domingo, the young  people  were  pointed  out  as  the  hope  of  the  post - conciliar  Church  and also as a challenge for evangelization.