IMPAIRMENT NO GOODWILL: EVIDENCIAÇÃO CONTÁBIL DAS EMPRESAS DO “NOVO MERCADO”

Revista Mineira de Contabilidade

Endereço:
Rua Cláudio Manoel - 639 - Savassi
Belo Horizonte / MG
30140-105
Site: http://revista.crcmg.org.br
Telefone: (31) 3269-8413
ISSN: 2446-9114
Editor Chefe: Profª. Dra. Nálbia de Araújo Santos
Início Publicação: 16/10/2000
Periodicidade: Quadrimestral
Área de Estudo: Ciências Sociais Aplicadas, Área de Estudo: Ciências Contábeis

IMPAIRMENT NO GOODWILL: EVIDENCIAÇÃO CONTÁBIL DAS EMPRESAS DO “NOVO MERCADO”

Ano: 2017 | Volume: 18 | Número: 3
Autores: Daniel Aparecido Cardoso Gomes, Wagner de Paulo Santiago, Izael Oliveira Santos, Mônica Nascimento e Feitosa
Autor Correspondente: Daniel Aparecido Cardoso Gomes | [email protected]

Palavras-chave: evidenciação, impairment, goodwill, harmonização, convergência

Resumos Cadastrados

Resumo Português:

A necessidade de harmonização das normas de Contabilidade adotadas no Brasil alinhadas com as normas internacionais levou ao processo de convergência iniciado com a Lei 11.638/07. Entre as várias abordagens desta lei, destaca-se o Impairment, que é, no Brasil, normatizado pelo Pronunciamento Técnico (PT) do Comitê de Pronunciamentos Contábeis (CPC) CPC 01 (R1). Em pesquisas realizadas anteriormente, constatou-se que as empresas encontraram dificuldades para a adoção deste CPC 01 – R1, com níveis muito baixos de evidenciação de informações acerca do Impairment test. Neste sentido, questionou-se: Como as empresas listadas no segmento ‘Novo Mercado’ estão procedendo quanto às exigências de divulgação do Impairment no Goodwill definidas no CPC 01 (R1)? A pesquisa caracterizou-se como descritiva, utilizou fontes bibliográfica e documental, com natureza qualitativa, tendo sido usadas estatísticas descritivas e análises comparativas com foco na verificação das demonstrações financeiras das companhias no que se refere ao Impairment test. Verificou-se que, embora algumas empresas apresentem pouca evidenciação de informações do teste de recuperabilidade, houve melhora na divulgação se comparados aos achados da pesquisa desenvolvida por Barbosa et al. (2014). As empresas, no entanto, necessitam de melhorias tanto em qualidade quanto em quantidade de informações. Observou-se também que empresas com valores mais relevantes de Goodwill para sua composição patrimonial tenderam a evidenciar maior número de informações em relação ao Impairment test; destaca-se que todas as empresas alvo da pesquisa efetuaram o teste, resultado diferente do encontrado em pesquisas anteriores.



Resumo Inglês:

The need for harmonization of Accounting standards adopted in Brazil in line with international standards led to the convergence process initiated with Law 11638/07. Among the various approaches to this law Impairment is highlighted, which is in Brazil standardized by the Technical Pronouncement (PT) of the Accounting Pronouncements Committee (CPC) CPC 01 (R1). In previous surveys, companies found difficulties in adopting this CPC 01 – R1, with very low levels of information disclosure about the Impairment test. Thus, it was questioned: How are the companies listed in the “ New Market “ segment proceeding regarding the disclosure requirements of Impairment in Goodwill defined in CPC 01 (R1)? The research was characterized as descriptive, using bibliographical and documentary sources, with a qualitative nature. Descriptive statistics and comparative analyzes were used, focusing on the verification of the companies’ financial statements regarding the Impairment test. It was also observed that the companies with the most relevant Goodwill values for their equity composition tended to show more information regarding the Impairment test; It was found that although some companies had little evidence of recovery test information, there was an improvement in the disclosure when comparing the findings of the research developed by Barbosa et al. (2014). Companies, however, need improvements in both quality and quantity of information. It was also observed that companies with more Goodwill values for their equity composition tended to show more information regarding the Impairment test; it is emphasized that all the companies targeted by the investigation carried out the test, a different result from the ones found in previous researches.