Impairment e Alisamento de Resultados: um Estudo em Companhias do Setor de Energia Elétrica Listadas na BM&FBovespa

Revista Mineira de Contabilidade

Endereço:
Rua Cláudio Manoel - 639 - Savassi
Belo Horizonte / MG
30140-105
Site: http://revista.crcmg.org.br
Telefone: (31) 3269-8413
ISSN: 2446-9114
Editor Chefe: Profª. Dra. Nálbia de Araújo Santos
Início Publicação: 16/10/2000
Periodicidade: Quadrimestral
Área de Estudo: Ciências Sociais Aplicadas, Área de Estudo: Ciências Contábeis

Impairment e Alisamento de Resultados: um Estudo em Companhias do Setor de Energia Elétrica Listadas na BM&FBovespa

Ano: 2015 | Volume: 16 | Número: 1
Autores: Hugo Dias Amaro, Ramon Kael Benassi Bachmann, Marcos Wagner da Fonseca, Márcia Maria dos Santos Bortolocci Espejo
Autor Correspondente: Hugo Dias Amaro | [email protected]

Palavras-chave: recuperabilidade, alisamento, resultados

Resumos Cadastrados

Resumo Português:

O objetivo do estudo consistiu em verificar qual a associação entre a redução ao valor recuperável de ativos e a prática de gerenciamento de resultados conhecida como income smoothing ou alisamento de resultados. Para tanto, foram selecionadas as empresas do setor de energia elétrica listadas na BM&FBOVESPA. Entre as companhias do segmento estudado, foram coletados trinta e nove valores de perdas por impairment reconhecidas de 2008 a 2011 por quatorze delas. Dimensionada em relação ao ativo total da empresa, a referida perda compôs um indicador de impairment. Quanto ao income smoothing, foi avaliado conforme o modelo de Eckel (1981). Após a construção das duas métricas de análise, buscou-se verificar associação entre elas por meio de regressões. Os resultados sugeriram a relação de que quanto maior a perda por impairment da companhia, proporcionalizada a seu ativo, maior a tendência à suavização dos lucros. Os achados indicaram que as subjetividades no cálculo das perdas por impairment podem ser alvo de julgamentos e manipulação pelos gestores que, conhecendo as características dos investidores avessos ao risco, aproveitam-se da vulnerabilidade dos cálculos de taxas e prazos inerentes ao impairment para fins de alisamento de resultados. A pesquisa pode servir como base para melhorias na confiabilidade das informações divulgadas e também como indicativo de que os organismos governamentais devem delimitar de forma mais clara e objetiva as métricas envolvidas no cálculo do impairment.



Resumo Inglês:

The study aimed to find the association between the impairment of assets and earnings management practice known as smoothing or straightening results. Therefore, we selected the companies in the electricity sector listed on the BM&FBOVESPA. Among the segment companies studied were collected thirty nine values of impairment losses recognized from 2008 to 2011 by fourteen companies. Sized in relation to total assets of the company, such loss became an indicator of impairment. As for income smoothing, it was rated according to the model of Eckel (1981). After setting the two analysis metrics we tried to assess the association between them by means of regressions. The results suggest that, the greater is the company loss by impairment, proportional to its active, the greater the tendency to smoothing of profits. The findings indicate that the subjectivity in the calculation of losses by impairment may be subject to judgments and manipulation by managers who, knowing the characteristics of risk-averse investors, take advantage of the vulnerability of the calculations of rates and delays involved in the impairment for smoothing purposes results. The research can serve as a basis for improvements in the reliability of information and also as indicative clue that government agencies must define more clearly and objectively the metrics involved in calculating the impairment.