GRAU DE EVIDENCIAÇÃO DO IMPAIRMENT E VALOR DE MERCADO: ANÁLISE DAS EMPRESAS QUE COMPÕEM O ÍNDICE BOVESPA

Revista Mineira de Contabilidade

Endereço:
Rua Cláudio Manoel - 639 - Savassi
Belo Horizonte / MG
30140-105
Site: http://revista.crcmg.org.br
Telefone: (31) 3269-8413
ISSN: 2446-9114
Editor Chefe: Profª. Dra. Nálbia de Araújo Santos
Início Publicação: 16/10/2000
Periodicidade: Quadrimestral
Área de Estudo: Ciências Sociais Aplicadas, Área de Estudo: Ciências Contábeis

GRAU DE EVIDENCIAÇÃO DO IMPAIRMENT E VALOR DE MERCADO: ANÁLISE DAS EMPRESAS QUE COMPÕEM O ÍNDICE BOVESPA

Ano: 2018 | Volume: 19 | Número: 2
Autores: Térsio Arcúrio Arcúrio, Bruno Rodrigues Teixeira de Lima, Rodrigo de Souza Gonçalves, Jomar Miranda Rodrigues
Autor Correspondente: Térsio Arcúrio Arcúrio | [email protected]

Palavras-chave: evidenciação, impairment, valor de mercado

Resumos Cadastrados

Resumo Português:

O presente artigo tem como objetivo verificar se existe relação entre o grau de evidenciação do impairment e o valor de mercado das empresas que compõem o Índice BOVESPA no período entre 2011 e 2015, isto é, isolar o efeito do grau de evidenciação do impairment no valor de mercado. Foram realizadas análises estatísticas quanto ao atendimento às determinações de evidenciação previstas no CPC 01 (R1) e, em seguida, foi realizada uma análise multivariada por meio de regressão envolvendo o Valor de Mercado (VM), como variável dependente, mensurado pelo Q de Tobin, e o grau de evidenciação do impairment. Os resultados da regressão com dados em painel apontam a existência de uma associação positiva entre o grau de evidenciação do impairment e o valor de mercado das empresas analisadas, assim como para as variáveis de controle Oportunidade de Crescimento (OP) e Tamanho da Empresa (TAM). Adicionalmente, identificou-se que o reconhecimento do impairment afeta negativamente o valor de mercado das empresas. Em relação à evidenciação, verificou-se que a média de atendimento aos itens exigidos pelo CPC 01 (R1) aumentou ao longo dos últimos anos e que houve um aumento de 60% no número de empresas que reconhecem perda por impairment durante o período analisado. Por fim, o aumento do grau de evidenciação do impairment ao longo dos anos pode estar relacionado ao fato de que, quanto maior for esse nível, menor será o impacto negativo do reconhecimento do impairment no valor de mercado das empresas.



Resumo Inglês:

The purpose of this paper is to verify if there is a relationship between the degree of impairment loss disclosure and the market value of companies listed on the BOVESPA Index, in the period of 2011-2015. Statistical analyses were performed in compliance with the determinations of disclosure set forth in CPC 01 (R1), followed by a multivariate analysis by means of regression involving Market Value (MV) as a dependent variable, measured by Tobin’s Q, and the degree of impairment disclosure. Results point to the existence of a positive association between the degree of impairment disclosure and the market value of the firms analyzed, as well as to the correlation between Growth Opportunity (OP) and Firm Size (TAM). In addition, it was possible to support that the recognition of impairment loss negatively affects the market value of the companies. Regarding disclosure, it was verified that the average compliance with the items required by CPC 01 (R1) increased over the last years and that there was a 60% increase in the number of companies that recognize impairment losses during the analyzed period. Finally, the increase in the degree of impairment disclosure over the years may be related to the fact that the higher this level, the lower the negative impact of the impairment recognition in the market value of companies.