Estratégias para a implantação do protocolo de identificação do paciente em um hospital de médio porte no Noroeste do Paraná

Revista de Saúde Pública do Paraná

Endereço:
Rua Doutor Dante Romanó, 120 - Tarumã
Curitiba / PR
82821016
Site: http://revista.escoladesaude.pr.gov.br/index.php/rspp
Telefone: (41) 3342-2993
ISSN: 82821-016
Editor Chefe: Priscila Meyenberg Cunha Sade
Início Publicação: 25/07/2018
Periodicidade: Semestral
Área de Estudo: Saúde coletiva

Estratégias para a implantação do protocolo de identificação do paciente em um hospital de médio porte no Noroeste do Paraná

Ano: 2019 | Volume: 2 | Número: Suplemento
Autores: Leticia Kruger Zocolotti Rebello, Franciele da Silva Quemel, Olga Laura Giraldi Peterlini
Autor Correspondente: Leticia Kruger Zocolotti Rebello | [email protected]

Palavras-chave: segurança do paciente, sistemas de identificação de pacientes, gestão da qualidade

Resumos Cadastrados

Resumo Português:

A segurança do paciente é componente fundamental na qualidade do cuidado em saúde e tema prioritário na agenda da Organização Mundial de Saúde (OMS). A Portaria Nº 2.095/2013 institui os Protocolos básicos de segurança do paciente, dentre eles de Identificação do paciente que corresponde à meta número um da Política Nacional de Segurança ao Paciente, e o presente trabalho relata a experiência da implantação da identificação do paciente em um hospital de médio porte localizado em Umuarama, no noroeste do Paraná. Com a implantação do escritório da qualidade, os seis protocolos de segurança do paciente foram revisados e melhorados, dentre eles o Protocolo de Identificação, onde toda equipe da instituição foi capacitada sobre o que é, e a sua importância. Como resultados mostraram a redução do número de eventos adversos, principalmente os relacionados a medicamentos, sendo a primeira conquista do Núcleo de Segurança do Paciente-NSP desta instituição, recentemente implantado.



Resumo Inglês:

Patient safety is a fundamental component in the quality of health care and a priority issue on the agenda of the World Health Organization (WHO). Ordinance No2.095/2013 dictates the basic protocols for patient safety, including the Protocol for the Identification of a patient, which is the first goal of the National Patient Safety Policy. The present study reports the experience of the implantation of patient identification in a medium-sized hospital in the city of Umuarama, in the northwest of the state of Paraná. With the formalization and creation of the Office for quality, the six patient safety protocols were revised and consequently improved, among them the Identification Protocol, with all the institution's team being trained on what this protocol is, and on its importance. The results showed a reduction in the number of adverse events, mainly those related to medication administration, being the first achievement of the Patient Safety Nucleus (NSP) of this institution, which has been recently implemented.