EFICIÊNCIA DOS MUNICÍPIOS MINEIROS: UMA ANÁLISE RELACIONADA ÀS ÁREAS DE MEIO AMBIENTE, HABITAÇÃO E URBANISMO

Revista Mineira de Contabilidade

Endereço:
Rua Cláudio Manoel - 639 - Savassi
Belo Horizonte / MG
30140-105
Site: http://revista.crcmg.org.br
Telefone: (31) 3269-8413
ISSN: 2446-9114
Editor Chefe: Profª. Dra. Nálbia de Araújo Santos
Início Publicação: 16/10/2000
Periodicidade: Quadrimestral
Área de Estudo: Ciências Sociais Aplicadas, Área de Estudo: Ciências Contábeis

EFICIÊNCIA DOS MUNICÍPIOS MINEIROS: UMA ANÁLISE RELACIONADA ÀS ÁREAS DE MEIO AMBIENTE, HABITAÇÃO E URBANISMO

Ano: 2019 | Volume: 20 | Número: 2
Autores: Elizete Aparecida de Magalhães, Vasconcelos Reis Wakim, Adriano Provezano Gomes
Autor Correspondente: Elizete Aparecida de Magalhães | [email protected]

Palavras-chave: análise envoltória de dados, indicadores sociais, eficiência

Resumos Cadastrados

Resumo Português:

As entidades públicas, em virtude da escassez de recursos e das necessidades sociais cada vez mais crescentes, devem buscar, constantemente, meios para avaliar as suas ações e políticas implementadas. A partir dessa ideia, este estudo objetivou identificar os fatores que determinam a eficiência dos municípios mineiros, no que diz respeito às áreas de meio ambiente, habitação e saneamento, de modo a maximizar o bem-estar social. A técnica empregada na análise da eficiência foi a Data Envelopment Analysis, com pressuposição de retorno variável à escala e orientação-produto. Na estimação, o output utilizado foi o Índice Mineiro de Responsabilidade Social dos municípios de Minas Gerais, do ano de 2010. Quanto aos inputs, foram considerados o percentual de esgoto tratado, domicílios com acesso à abastamento de água e coleta de lixo. Na sequência, para identificar os determinantes dos escores de eficiência, estimou-se um modelo Tobit, utilizando, como variáveis, a densidade demográfica, população urbana, Produto Interno Bruto per capita, gasto per capita com habitação, saneamento e meio ambiente e dummies de existência de conselhos de meio ambiente e habitação. Pelos resultados, identificaram 17 municípios com eficiência máxima, e as variáveis relevantes para explicar os escores foram densidade populacional, proporção de população urbana e existência de conselho municipal de meio ambiente.



Resumo Inglês:

Public entities, because of the scarcity of resources and growing social needs, should continuously seek ways to evaluate their actions and policies. From this idea, this study looked for identified the factors that determine the efficiency of the municipalities miners, with regards to the environment area, housing, and sanitation, the form to maximize the social welfare. The technique used in the analyze was the Data Envelopment Analysis, with the presupposition of the variable return of scale and production orientation. In the estimation, the output used was the Mineiro Social Responsibility Index (MSRI) of municipalities of Minas Gerais, the year of 2010. As for inputs, was using the percentual of treated sewage, households with access to water supply and garbage collection were considered. To identify the determinants of efficiency scores, a Tobit model was estimated, using, as variables, the population density, urban population, gross domestic product per capita, per capita expenditure with housing, sanitation and environment and dummies of advice on environment and housing. Based on the results, they identified 17 municipalities with maximum efficiency, and the relevant variables to explain the scores were population density, the proportion of the urban population and the existence of the municipal council of environment.