Editorial - E nasce a Crítica Educativa!

CRÍTICA EDUCATIVA

Endereço:
Rodovia João Leme dos Santos, Km 110 - Bairro: Itinga
Sorocaba / SP
18052-780
Site: http://www.criticaeducativa.ufscar.br
Telefone: (15) 3229-5959
ISSN: 2447-4223
Editor Chefe: Prof. Dr. Marcos Francisco Martins
Início Publicação: 31/12/2014
Periodicidade: Semestral
Área de Estudo: Educação

Editorial - E nasce a Crítica Educativa!

Ano: 2015 | Volume: 1 | Número: 1
Autores: Marcos Francisco Martins
Autor Correspondente: Marcos Francisco Martins | marco[email protected]

Palavras-chave: Crítica Educativa. Ufscar-Campus Sorocaba. Educação.

Resumos Cadastrados

Resumo Português:

Este é o primeiro número da Crítica Educativa, periódico articulado pelo PPGEd (Programa de Mestrado em Educação) da UFSCar (Universidade Federal de São Carlos), campus Sorocaba, cuja periodicidade no primeiro ano será semestral.
Ao tomar como linha editorial a educação, esta foi entendida no sentido amplo do termo, como fenômeno sócio-histórico, que se desdobra em todos os ambientes sociais, uma vez que se refere a processos de formação humana, caracterizados pela dinâmica do ensino e da aprendizagem.
Por sua vez, a palavra crítica não é unívoca, haja vista que é empregada com usos e abusos na linguagem cotidiana, científica ou coloquial, seja no sentido negativo, acusatório, seja com conotação positiva, de capacidade de avaliar com profundidade algo ou algum fenômeno qualquer. Originariamente, a palavra crítica é próxima de crise: do grego krinein, que se refere a algo que foi, de alguma maneira, quebrado, separado; portanto, está confuso, em crise, passando por processo de transformação, o que demanda julgamento apropriado, alguma discriminação, distinção, seleção para que se tenha dele uma nova concepção. Advinda do grego kritikos, crítica diz respeito à capacidade de julgar, mas por meio de um processo ao mesmo tempo profundo, porque quer-se conhecedor dos detalhes das partes de uma totalidade, e amplo, pois exige uma visão das partes na totalidade que as compõe.